DAS ADAPTAÇÕES ÀS FLEXIBILIZAÇÕES CURRICULARES: UMA ANÁLISE DE DOCUMENTOS LEGAIS E REVISTAS PEDAGÓGICAS

Renata Porcher Scherer, Patrícia Gräff

Resumo


Entender o deslocamento de ênfase que se orienta das adaptações para as flexibilizações curriculares, produzido em um cenário educacional inclusivo, constitui o eixo central deste texto. Pela análise de um conjunto de documentos legais e revistas pedagógicas, buscamos entender os modos como o currículo foi sendo moldado para atender às metas estabelecidas para a educação, durante os últimos anos do século XX. Inspiradas nos estudos foucaultianos, tomamos o discurso como ferramenta teórico-metodológica. A partir do exercício analítico desenvolvido, entendemos que a necessidade de adaptar o currículo foi produzida a partir do cruzamento entre os campos psi, a educação e as neurociências, ao longo da década de 1990. Parece-nos que as adaptações curriculares e, mais recentemente, as flexibilizações curriculares visam atender às demandas de uma educação que, acompanhando as transformações sociais, vê esmaecer de sua função um sentido coletivo e passa a se organizar para atender as necessidades individuais dos escolares.


Palavras-chave


Adaptações curriculares. Aprendizagem. Necessidades educacionais especiais. Inclusão escolar.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.23925/1809-3876.2017v15i2p376-400

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

  • Nacionais

CNEN LivRe        Periódicos CAPES        Educ@        IBICT

  •  Internacionais

Latindex        Dialnet      DOAJ      Google Acadêmico       REDALyC

SJLibrary.org            UNC University Libraries             WorldCat