Testes Cloze de Múltipla Escolha Baseados em Esquemas: Medidas de Redundância Reduzida e Proficiência Lingüística

Ebrahim Khodadady

Resumo


Este artigo relata o desempenho de 34 falantes não-nativos em quatro métodos de teste desenvolvidos com base em redundância reduzida, a saber: Teste-C, teste cloze de múltipla escolha baseado em esquema (MCIT, conforme iniciais em inglês), teste cloze baseado em texto e MCIT cloze tradicional. Um teste de inglês como língua estrangeira (TOEFL) foi utilizado como critério para calcular a validade empírica dos quatro métodos e para avaliar se usam a mesma competência. Os resultados indicaram que, dentre os quatro métodos, os MCITs baseados em esquema e os testes cloze tradicionais tiveram a maior validade empírica. A análise de componente principal dos resultados revelou dois fatores: a habilidade de lidar com redundância reduzida baseada em cloze e redundância reduzida de maneira geral. Quando os fatores foram rotacionados, apenas o Teste-C e o teste cloze baseado em texto foram carregados no primeiro fator, validando-se, assim, como medidas de redundância reduzida com base em cloze. No entanto, os quatro métodos foram carregados no segundo fator, o que nos permite concluir que tal fator representa a redundância reduzida de maneira geral. A adição do TOEFL e a rotação dos resultados revelaram o mesmo padrão. Também mostraram que o TOEFL possuía a maior carga na redundância reduzida de forma geral, validando, assim, a redundância reduzida como medida de proficiência lingüística. Como o MCIT cloze baseado em esquema teve a segunda maior carga no segundo fator, conclui-se que fornece a melhor medida de redundância reduzida e proficiência lingüística.

Palavras-chave


testes cloze; Testes-C; proficiência lingüística; testes de múltipla escolha (MCITs); redundância reduzida; teoria de esquemas; MCITs baseados em esquemas

Texto completo:

PDF (English)


Indexicadores

Apoio

A Revista The Especialist e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Lincença Creative Commons: Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0)