Quem tem medo da literatura? rotinas retóricas em artigos acadêmicos na área da pesquisa literária em inglês

Anna Elizabeth Balocco

Resumo


Este artigo ocupa-se da variação disciplinar no discurso acadêmico escrito. Sua atenção recai sobre o gênero artigo acadêmico especializado na área da pesquisa literária em inglês, uma área relativamente negligenciada nos estudos sobre as convenções do discurso acadêmico. Abordam-se alguns aspectos das rotinas retóricas na pesquisa literária, com base na análise de um corpus de 20 artigos publicados em periódicos conceituados naquela área. Os resultados da pesquisa permitem fazer as seguintes proposições: há menos trabalho epistêmico na pesquisa literária, se comparada a outras áreas disciplinares, em função de suas características como um domínio disciplinar “rural” (Becher, 1989). Nesse sentido, a pesquisa aqui relatada confirma proposição de McDonald (1994), baseada na análise de um pequeno corpus de 4 artigos em uma sub-área da pesquisa literária. Quando há trabalho epistêmico, no entanto, observa-se que os movimentos retóricos propostos por Swales (1990) em seu modelo CARS são categorias valiosas no estudo das rotinas retóricas na pesquisa literária.

Palavras-chave


discurso acadêmico escrito; rotinas retóricas; pesquisa literária em inglês

Texto completo:

PDF (English)

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Indexicadores

Apoio

A Revista The Especialist e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Lincença Creative Commons: Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0)