Educação Estatística num contexto colaborativo: ensinar e aprender probabilidade
Statistics Education in the collaborative context: teaching and learning probability

Keli Cristina Conti

Resumo


Resumo

Este artigo busca sistematizar algumas reflexões decorrentes de uma investigação cujo objetivo foi compreender o processo de desenvolvimento profissional na perspectiva do letramento estatístico em contextos colaborativos, buscado revisitar dois dos encontros de um grupo de estudos formado por professores e futuros professores da Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental, que com o tempo, constituiu um contexto colaborativo. Nos encontros descritos, a ênfase foi para o ensino e aprendizagem da probabilidade em que os diferentes participantes tiveram oportunidade de estudar, problematizar, refletir, investigar sobre a complexidade de ensinar e aprender Estatística nas escolas.

 

Abstract

This article seeks to systematize some thoughts resulting from an investigation that aimed to understand the professional development process from the perspective of statistical literacy in collaborative contexts, visiting two meetings of a study group made up of teachers and future teachers of early childhood education and early years of Elementary School, which over time, constituted a collaborative context. In the described meetings, the emphasis was teaching and learning probability, in which different participants had the opportunity to study, discuss, reflect, and investigate the complexity of teaching and learning in Statistics in schools.


Palavras-chave


Educação Estatística, Formação de professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental, Probabilidade, Contexto colaborativo.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRÉ, M. E. D. A. Estudo de caso em pesquisa e avaliação educacional. Brasília: Liberlivros, 2005. p. 7-70.

BATANERO, C. Didáctica de la Estadística. Granada: Servicio de Reprografia de la Facultad de Ciencias. Universidad de Granada, 2001. Disponível em: . Acesso em: 19 set. 2004.

BATANERO, C. Los retos de la cultura estadística. In: JORNADAS INTERAMERICANAS DE ENSEÑANZA DE LA ESTADÍSTICA, 2002, Buenos Aires. Conferência inaugural. Buenos Aires, 2002. p. 1-11. Disponível em: http://www.ugr.es/~batanero/ARTICULOS/CULTURA.pdf Acesso em: 15 out. 2012.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigações qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Editora Porto, 1994.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de educação fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: matemática. Brasília: MEC/SEF, 1997.

CAZORLA, I.; UTSUMI, M. C. Reflexões sobre o ensino de Estatística na Educação Básica. In: CAZORLA, I; SANTANA, E. (Org.). Do tratamento da informação ao letramento estatístico. Itabuna: Via Litterarum, 2010. p. 09-21.

COCHRAN-SMITH, M.; LYTLE, S. L. Relationships of knowledge and practice: teacher learning in communities. Review of Research in Education, Washington, DC, n. 24, p. 249–305, 1999. Tradução para uso do PRAPEM (Prática Pedagógica em Matemática).

CONTI, K. C. Desenvolvimento profissional de professores em contextos colaborativos em práticas de letramento estatístico. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, Campinas –SP, 2015.

FERRARI, A. et al. Matemática faz sentido B – Ensino Fundamental I – 2.º ano. 1. ed. Curitiba: Fundamento Didática, 2006.

FERREIRA, A. C. Metacognição e desenvolvimento profissional de professores de matemática: uma experiência de trabalho colaborativo. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, Campinas-SP, 2003.

FIORENTINI, D. Pesquisar práticas colaborativas ou pesquisar colaborativamente? In: BORBA, M. C.; ARAÚJO, J. L. Pesquisa qualitativa em Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. p. 47-76.

FIORENTINI, D. Quando acadêmicos da universidade e professores da escola básica constituem uma comunidade de prática reflexiva e investigativa. In: FIORENTINI, D.; GRANDO, R. C.; MISKULIN, R. G. S. (Org.). Práticas de formação de pesquisas de professores que ensina matemática. Campinas: Mercado de Letras, 2009. p. 233-255.

FIORENTINI, D. et al. Interrelations between teacher development and curricular change: a research program. In: BEDNARZ, N., FIORENTINI, D.; HUANG, R. (Ed.). International Approaches to Professional Development for Mathematics Teachers: Explorations of innovative approaches to the professional development of math teachers from around the world. Ottawa, Ca: University of Ottawa Press, 2011. p. 213-222.

FONSECA, M. C. F. R. A educação matemática e a ampliação das demandas de leitura e escrita da população brasileira. In: FONSECA, M. C. F. R. (Org.). Letramento no Brasil: habilidades matemáticas: reflexões a partir do Inaf 2002. São Paulo: Global; Ação Educativa Assessoria, Pesquisa e Informação, Instituto Paulo Montenegro, 2004. p. 11-28.

INAF. 4˚ Indicador Nacional de Alfabetismo Funcional: Um diagnóstico para a inclusão social pela Educação. São Paulo: Instituto Paulo Montenegro, Ação Educativa, 2004.

JIMÉNEZ ESPINOSA, A. Quando professores de Matemática da escola e da universidade se encontram: re-significação e reciprocidade de saberes. 2002. 237p. Tese (Doutorado em Educação: Educação Matemática) — FE, Unicamp, Campinas (SP).

LOPES, C. A. E. A probabilidade e a estatística no ensino fundamental: uma análise curricular. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1998.

LOPES, C. A. E. Literacia estatística e o INAF 2002. In: FONSECA, M. C. F. R. (Org.). Letramento no Brasil: habilidades matemáticas: reflexões a partir do INAF 2002. São Paulo: Global; Ação Educativa Assessoria, Pesquisa e Informação. Instituto Paulo Montenegro, 2004. p. 187-197.

LOPES, C. A. E. Reflexões teórico-metodológicas para a educação estatística. In: ______; CURI, E. (Org.). Pesquisas em educação matemática: um encontro entre a teoria e a prática. São Carlos: Pedro e João Editores, 2008.

LOPES, C. A. E. Os desafios para Educação Estatística no currículo de Matemática. In: LOPES, C. E.; COUTINHO, C. Q. S.; ALMOULOUD, S. A. Estudos e reflexões em Educação Estatística. Campinas: Mercado de Letras, 2010.

PONTE, J. P. Estudos de caso em educação matemática. Bolema – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2006, n. 25, p. 105-132.

VAN DE WALLE, J. Matemática no ensino fundamental: formação de professores e aplicação em sala de aula. Tradução de Paulo Henrique Colonese. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

WATSON, J. M. Statistical literacy at school: Growth and goals. Mahwah-NJ: Lawrence Erlbaum, 2006.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA