Uma reflexão acerca dos conhecimentos e saberes necessários para a formação inicial do professor de matemática
A reflection about the knowledge and savvy necessary for the initial formation of the mathematics teacher

Luciene Costa Santos, Dailson Evangelista Costa, Tadeu Oliver Gonçalves

Resumo


Resumo

O objetivo desta pesquisa é apresentar uma reflexão acerca dos conhecimentos e saberes necessários que os cursos de Licenciatura em Matemática precisam oferecer aos professores em formação inicial. Este trabalho se configura como uma pesquisa bibliográfica, com abordagem qualitativa sobre os conhecimentos necessários para a formação inicial do professor no contexto brasileiro. Os resultados desta pesquisa, obtidos a partir de categorias de análise, apontam para a necessidade de uma nova organização curricular para os cursos de Licenciatura em Matemática, com base em quatro categorias, eixos ou blocos de conhecimentos: Conhecimento da Ciência Matemática e áreas afins, Conhecimento das Ciências da Educação, Conhecimento da área Educação Matemática, Conhecimento de Práticas de Ensino e Pesquisa e Estágio Supervisionado, pautadas na promoção do professor pesquisador, crítico e reflexivo.

Abstract

The goal of this research is to present a reflection about the knowledge and savvy the courses in Mathematics Graduation need to offer to the teachers in initial formation. This work is featured as a bibliographical research, with a qualitative approach on the necessary knowledge for the teacher’s initial formation. The results of this research, obtained from categories’ analysis, pointed out the need for a new curricular organization for the courses is Mathematics Graduation, based on four categories or blocks of knowledge: Mathematical Science and related areas, Education Sciences, Mathematics Education, Teaching and Research Practices and Supervised Internship, based on the promotion of researcher, critical and reflective teacher.

 


Palavras-chave


Formação de professores; Organização Curricular; Licenciatura em Matemática.

Texto completo:

PDF

Referências


ALARCÃO, I. (Org.). Formação reflexiva de professores: estratégia de supervisão. Porto – Portugal: Porto Editora, 1996.

BICUDO, M. A. V.; VIANA, C. C. de S.; PENTEADO, M. G. Considerações sobre o Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Estadual Paulista (UNESP, Rio Claro). Bolema, Rio Claro, n. 15, p. 104-137, 2001.

BORBA, Marcelo de Carvalho & PENTEADO, Miriam Godoy. Informática e educação matemática. Ed. 5. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília: Senado Federal Subsecretaria de Edições Técnicas, 2009.

_______. Ministério da Educação (MEC), Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. (3º e 4º ciclos do Ensino Fundamental). Brasília: MEC, 1998.

_______. Ministério da Educação (MEC), Secretaria de Educação Média e Tecnológica (Semtec). Parâmetros Curriculares Nacionais (Ensino Médio) - Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília: MEC, 2000.

_______. Ministério da Educação (MEC), Secretaria de Educação Média e Tecnológica (Semtec). PCN + Ensino médio: orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais – Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília: MEC/Semtec, 2002.

_______. Ministério da Educação (MEC), Secretaria de Educação Básica (SEB), Departamento de Políticas de Ensino Médio. Orientações Curriculares do Ensino Médio; volume 2 - Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília: MEC/SEB, 2006.

_______. Plano Nacional de Educação. Brasília, Câmara dos Deputados, 2014.

_______. Ministério da Educação. Resolução CNE/CP nº 2, de 1º de julho de 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior e para a formação continuada. Diário Oficial da União, Brasília, 2 de julho de 2015 – Seção 1 –pp.8-12.

________. Ministério da Educação. Parecer CNE/CES 1.302/2001, de 06 de novembro de 2001. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Matemática, Bacharelado e Licenciatura. Diário Oficial da União, Brasília, 5 de dezembro de 2001 – Seção 1e –p. 13.

________. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular para a Educação Básica, Proposta Preliminar, segunda versão revista, abril de 2016 Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/documentos/bncc-2versao.revista.pdf. Acesso em: maio de 2016.

________. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: 1988.

DEWEY, John. Como pensamos; como se relaciona o pensamento reflexivo com o processo educativo: uma reexposição. Tradução Haydée de Camargo Campos. 3. ed. São Paulo. Companhia Editora Nacional, 1959.

FIORENTINI, Dario; & LORENZATO, Sérgio. Investigação em educação matemática: percursos teóricos e metodológicos. – 3. ed. rev. - Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

FIORENTINI, Dario. (org.). Formação de Professores de matemática: explorando novos caminhos com outros olhares. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2003.

LÜDKE, Menga e ANDRÉ, Marli E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MENDES, Iran Abreu. Matemática e investigação em sala de aula: tecendo redes cognitivas na aprendizagem. ed. rev. e aum. – São Paulo: Editora Livraria da Física, 2009.

NÓVOA, A. (Org.). Os professores e a sua formação. 2. ed. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional, 1995.

SCHÖN, D. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, A. (org.). Os professores e a sua formação. 2. ed. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional, 1992.

SHULMAN, L. S. Those who understand: Knowledge growth in teaching, Educational Researcher, 15(2), 4- 14, 1986.

______________. Knowledge and Teaching: Foundations of the new reform, Harvard Educational Review, 57(1), 1- 22, 1987.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA - SBEM. Subsídios para a Discussão de Propostas para os Cursos de Licenciatura em Matemática: Uma contribuição da Sociedade Brasileira de Matemática. São Paulo, 2003, 43 p.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA – SBEM. Boletim SBEM. Nº. 21, 2013.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE MATEMÁTICA - SBM. Contribuição da SBM: para a discussão sobre o Currículo de Matemática. São Paulo, 2015, 92 p.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2017v19i2p265-290

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA