Relações pessoais e relações institucionais com o teorema de Pitágoras
Personal relationships and Institution relationship with Pythagoras’ theorem

Alexandre Luis de Souza Barros, Paula Moreira Baltar Bellemain

Resumo


Durante a realização da pesquisa de Doutorado, identificamos que o Teorema de Pitágoras é utilizado para justificar técnicas de construção de ângulos retos em terrenos planos, quando se utiliza trena e balizas. Essa realidade proporciona aos alunos uma razão de ser para o estudo desse saber matemático. O objetivo desse texto é discutir a relação institucional e a relação pessoal para o referido saber. Propomos duas tarefas para alunos do 1º ano do ensino médio, ambas estão relacionadas ao Teorema de Pitágoras. Utilizamos a noção de praxeologia para analisar as relações institucionais presentes em Brasil (1998) e a noção de praxeologia pessoal na análise das técnicas apresentadas pelos alunos. Os resultados apresentaram técnicas pessoais diferentes daquelas preconizadas pela instituição ensino de matemática. <br>

During the doctoral research, we identified that the Pythagorean Theorem is used to justify techniques of construction of right angles in flat lands, when using trena and beacons. This reality gives students a raison d'être for the study of this mathematical knowledge. The purpose of this text is to discuss the institutional relationship and the personal relation to this knowledge. We propose two tasks for students in the 1st year of high school, both of which are related to the Pythagorean Theorem. We use the notion of praxeology to analyze the institutional relations present in Brazil (1998) and the notion of personal praxeology in the analysis of the techniques presented by the students. The results presented personal techniques different from those recommended by the teaching institution of mathematics.



Palavras-chave


Teorema de Pitágoras; Praxeologia pessoal; Relação institucional

Texto completo:

PDF

Referências


BITTAR, Marilena; CHACHOUA, Hamid. Conferência 2: A Teoria Antropológica do Didático: Paradigmas, Avanços e Perspectivas. In: Simpósio Latino-Americano de Didática da Matemática, 2016, Bonito – Mato Grosso do Sul. Disponível em: < http://ladima.tuseon.com.br/uploads/file_manager/source/d7322ed717dedf1eb4e6e52a37ea7bcd/CONFER%C3%8ANCIA%202%20-%20PORTUGU%C3%8AS.pdf > Acessado: em 31 ago. 2018

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática: matemática. Secretaria do Ensino Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998. 148p. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/matematica.pdf > Acessado: em 31 ago. 2018.

CHEVALLARD, Yves (1999) El análisis de las prácticas docentes en la teoría antropológica de lo didáctico. Traducción de Ricardo Barroso Campos. Departamento de Didáctica de las Matemáticas. Universidad de Sevilla. Con la colaboración de Teresa Fernández García, Catedrática de Francés, IES Martinéz Montañes, Sevilla. Recherches en Didactique des Mathématiques, Vol 19, nº 2, pp. 221-266, 1999.

CHEVALLARD, Yves. (2002) Approche anthropologique du rapport au savoir et didactique des mathematiques. Disponível em: < http://yves.chevallard.free.fr/spip/spip/article.php3?id_article=62 > Acessado: em 11 mai. 2016.

CROSET, Marie-Caroline. Modélisation des connaissances dês élèves au sein d'un logiciel d'algèbre. Études des erreurs stables inter-élèves et intra-élève en termes de praxis-en-acte. 2010. 349f. Tese (Doutorado). Université Joseph-Fourier - Grenoble I, 2009. França. Disponível em: < https://tel.archives-ouvertes.fr/tel-00444557 > Acessado: em 20 jun. 2018.

GARCIADIEGO, Alejandro R. El teorema de Pitágoras como paradigma de la enseñanza de la geometria plana: simplificar no siempre simplifica. Revista Latinoamericana de Investigacion em Matemática Educativa. México, vol. 5, nº 03, p. 251 – 270, nov. 2002.

MENEZES, Marcus Bessa de. Praxeologia do Professor e do aluno: uma análise das diferenças no ensino de equações do segundo grau. 2010. 178f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.

SANTOS, Márcia Nunes; VIANA, Marger da Conceição Ventura. Abordagem histórica para aprendizagem dos teoremas de Tales e Pitágoras. In: CONFERÊNCIA INTERAMERICANA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 13, 2011, Recife. Anais da XIII Conferência Interamericana de Educação Matemática.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2018v20i3p145-163

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA