A teoria antropológica do didático no estudo do cálculo mental
The anthropological theory of didactics in the study of mental calculus

Jéssica Serra Corrêa da Costa, Marilena Bittar

Resumo


Neste artigo discutimos como utilizar a Teoria Antropológica do Didático (TAD) para estudar uma habilidade do cálculo mental, com base na pesquisa de mestrado, desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Nossa pesquisa se insere no Grupo de Estudos em Didática da Matemática (DDMat), que tem desenvolvido parte de seus trabalhos relacionado com a análise de livro didáticos. Assim em um primeiro momento, apresentamos de forma breve o contexto em que a pesquisa se insere e o que entendemos como cálculo mental. Na sequência, trazemos a importância do livro didático como material de apoio em sala de aula e, como utilizamos a TAD para estudar a habilidade.


Palavras-chave


Cálculo Mental; Teoria Antropológica do Didático; Habilidade

Texto completo:

PDF

Referências


ANSELMO, B.; PLANCHETTE, P. , Le calcul mental au collège: nostalgie ou innovation? Repères IREM. Num. 62. p. 5-20, Metz: Topiques Editions, 2006.

BITTAR, M.; FREITAS, J.L.M.de.; PAIS, L. C.; Reflexões sobre a Orientação de Pesquisas de Pós Graduação em Educação Matemática com o Suporte da Teoria

Antropológica do Didático. Perspectivas da Educação Matemática, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, v. 7, ISSN 2359-2842, 2014.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. Guia de Livros Didáticos, PNLD/2016. Brasília: MEC/SEF, 2015.

_______. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1997.

AUTOR 2. A Teoria Antropológica do Didático como ferramenta metodológica para análise de livros didáticos. Zetetiké, Campinas/SP, v. 25, ISSN 2176-1744, 2017.

CHEVALLARD, Y. El análisis de las prácticas docentes en la teoría antropológica de lo didáctico. Recherches en Didactique des Mathématiques, Vol 19, nº 2, pp. 221-266, 1999.

CHEVALLARD, Y.; BOSCH, M.; GASCÓN, J. Estudar matemáticas: o elo perdido entre o ensino e a aprendizagem – Capítulo 18. Tradução: Daisy Vaz de Moraes. Porto Alegre: Artmed Editora, 2001.

GUIMARÃES, S. D. A prática regular de cálculo mental para ampliação e construção de novas estratégias de cálculo por alunos do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental. 2009. 261 f. Tese (Doutorado em Educação) – Centro de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande. 2009.

AUTOR 1. O CÁLCULO MENTAL EM UMA COLEÇÃO DE LIVROS DIDÁTICOS DOS ANOS INICIAIS. 2018. 171 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande. 2018.

KASPARY, D. R. d. A. UMA ANÁLISE PRAXEOLÓGICA DAS OPERAÇÕES DE ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO DE NÚMEROS NATURAIS EM UMA COLEÇÃO DE LIVROS DIDÁTICOS DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL. 2014. 142 f. Dissertação (mestrado em Educação Matemática) – Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande. 2014.

PARRA, C. Cálculo mental na escola primária. In: Didática da Matemática. Org. PARRA C. & SAIZ, I. Porto Alegre: Artes Médicas,1996, p.36-47.

SANTOS, S. F; MELLO, M. L. M. Cálculo Mental no Ensino Fundamental I: Papel, Valor e Significado. Disponível em

Acesso em: 29 de Set. 2016.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2019v21i5p445-454

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA