O DISCURSO DE ÓDIO NAS MÍDIAS SOCIAIS: A DIFERENÇA COMO LETRAMENTO MIDIÁTICO E INFORMACIONAL NA APRENDIZAGEM

Marcelo Andrade, Magda Pischetola

Resumo


Considerando o contexto brasileiro, este artigo apresenta uma análise sobre a presença do “discurso do ódio” em uma mídia social. A partir da disputa online entre o deputado federal Jair Bolsonaro e a Revista Nova Escola, examina-se como as redes sociais podem potencializar o discurso de ódio contra identidades socialmente discriminadas em sociedades multiculturais, bem como as diferenças podem e devem ser valorizadas e respeitadas no processo de aprendizagem. Busca ainda demonstrar como a educação para a tolerância pode se apresentar com uma alternativa viável – ética e pedagogicamente ­– para o desenvolvimento de habilidades de uso de redes sociais na perspectiva do Letramento Midiático e Informacional (MIL). Entre as habilidades apontadas na conclusão, destacam-se: (i) buscar informações e construir um senso crítico e compartilhado; (ii) aprender a respeitar e valorizar as diferenças em sociedades plurais e; (iii) articular, numa perspectiva da ética filosófica, as concepções de “mínimos de justiça” e “máximos de felicidade”.


Palavras-chave


Discurso de ódio. Diferenças. Mídias sociais. Letramento Midiático e Informacional (MIL).

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais