Ensino e aprendizagem da matemática no contexto da implementação de um novo programa: os pais contam?
Teaching and learning mathematics in the context of a new program implementation: parents count?

Luís Menezes, Floriano Viseu, Sandra Conceição

Resumo


Este estudo realizou-se no contexto da implementação, em Portugal, de um novo programa de Matemática do ensino básico que introduziu profundas mudanças relativamente ao anterior. No processo de aprendizagem da Matemática é largamente reconhecida a importância dos pais/EE (Encarregados de Educação). A sua influência está dependente do conhecimento que têm e do envolvimento com a escola. É neste quadro que esta investigação, que adota uma metodologia mista, se coloca, ao propor-se compreender o que sabem e pensam os pais/EE do programa de Matemática e que apoio prestam aos seus educandos na aprendizagem desta disciplina. A análise de dados, que resultam da aplicação de questionário e entrevista a pais/EE (de duas escolas, uma urbana e outra rural), revela que estes se apercebem de um conjunto de alterações nas aprendizagens dos seus educandos, nomeadamente no cálculo mental, na resolução de problemas e no raciocínio matemático. Os pais/EE têm uma opinião favorável do programa de Matemática. Em termos de apoio parental, os pais/EE mostram estar atentos aos seus educandos e consideram que a sua ação é essencial.

 

This study was conducted in the context of the implementation, in Portugal, of a new program of mathematics for primary education, which introduced profound changes over the previous one. In the process of mathematics learning is widely recognized the importance of parents/Guardians (G). Its influence is dependent on the knowledge they have, and on their involvement with the school. It is in this context that this research, which adopts a mixed methodology, stands, trying to understand what parents/G know and think about mathematics program, and what support they provide to their children in the learning of this discipline.Data analysis, resulting from the application of a questionnaire and an interview (with parents/G of two schools, one urban and another one rural), shows that they realize a set of changes in learning of their children, particularly in mental calculation,  problem-solving and mathematical reasoning. Parents/G have a favorable opinion about the mathematics program. In terms of parental support in mathematics, parents/G show to be attentive to their children and consider their action essential.



Palavras-chave


Ensino-aprendizagem da Matemática; Programa de Matemática do 1.º ciclo do ensino básico; Apoio parental

Texto completo:

PDF

Referências


BERRY III, R. (2008). Access to upper-level mathematics: The stories of successful African American middle school boys. Journal for Research in Mathematics Education, 39(5), 464-488.

CASARIN, N., & RAMOS, M. (2007). Família e aprendizagem escolar. Revista Psicopedagogia, 42(74), 182-201.

DAVIES, D. (1989). As escolas e as famílias em Portugal: realidade e perspectivas. Lisboa: Livros Horizonte.

LIMA, L. (2000). Administração escolar em Portugal: da revolução, da reforma e das decisões políticas pós-reformistas. In A. Catani & R. Oliveira (Orgs.), Reformas educacionais em Portugal e no Brasil, Belo Horizonte, Autêntica, 41-76.

LOURENÇO, L. (2008). Envolvimento dos encarregados de educação na escola: conceções e práticas. (Tese de Mestrado, Universidade de Lisboa).

MARQUES, R. (1999). A escola e os pais: como colaborar? Lisboa: Texto Editora.MARQUES, R. (2001). Educar com os pais. Ensinar e aprender. Lisboa: Presença.

MATOS, J. (2015). A importância do envolvimento parental no desenvolvimento de crianças e adolescentes com dificuldades de aprendizagem (Tese de Mestrado, Universidade Católica Portuguesa).

MENEZES, L., & SILVA, A. (2003). Pais, filhos, professor e comunicação matemática. Actas do Profmat 2003 (edição CD-ROM). APM: Lisboa.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (2007). Programa de Matemática do ensino básico. Lisboa: DGIDC.

MOREIRA, A., & SAMPAIO, M. (2000). A Parceria entre a escola, a família e a comunidade: à descoberta da matemática e a dinamização da biblioteca como formas de envolvimento dos pais. Escola/Família/Comunidade. Lisboa: Ministério da Educação.

OLIVEIRA, M. (2010). Relação Família-Escola e Participação dos Pais. (Tese de Mestrado, ISET Porto).

ORGANISATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT (OECD) (2003). Programme for International Student Assessment - PISA 2003: Tchnical Report. OECD.

ORGANISATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT (OECD) (2006). Programme for International Student Assessment - PISA 2003: Tchnical Report. Paris: Autor..

ORGANIZATION FOR ECONOMIC COOPERATION AND DEVELOPMENT (OECD). (2006). Assessing Scientifi c, Reading and Mathematical Literacy: A Framework for PISA 2006. Paris: Autor.

PEREIRA, I., CANAVARRO, J., CARDOSO, M., & MENDONÇA, D. (2008). Envolvimento parental na escola e ajustamento em crianças do 1º ciclo do ensino básico. Revista portuguesa de pedagogia, 41(1), 91-110.

PONTE, J. P., & SERRAZINA, L. (2009). O Novo Programa de Matemática: Uma oportunidade de mudança. Educação & Matemática, 105, 2-6.

RUIVO, M. (2014). Envolvimento Parental na Escolaridade dos filhos Emoções e qualidade percepcionadas por alunos de 2º e 3ºciclo. (Tese de Mestrado, ISPA Lisboa).

SHELDON, S., & EPSTEIN, J. (2005). Involvement Counts: Family and Community Partnerships and Mathematics Achievement. The Journal of Educational Research, 98(4), 196-207.

TUCHAPESK, M. (2004). O Movimento das tendências na relação escola-família-matemática. (Tese de Mestrado, Universidade Estadual Paulista).

VILLAS-BOAS, M. A. (2000). A parceria entre a Escola, a Família e a Comunidade: trabalhos de casa para o desenvolvimento da literacia. Lisboa: Ministério da Educação.

VILLAS-BOAS, M. A. (2001). Escola e família: Uma relação produtiva de aprendizagem em sociedades multiculturais. Lisboa: ESE João de Deus.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA