O TEATRO NA FORMAÇÃO DOS EDUCANDOS: AS PERCEPÇÕES DOS EDUCADORES DE UM CENTRO EDUCACIONAL UNIFICADO (CEU) DA CIDADE DE SÃO PAULO

Fernanda Quatorze Voltas, Sonia Maria Portella Kruppa

Resumo


Esse artigo traz uma reflexão sobre os resultados de uma pesquisa, cujo objeto foi a percepção dos educadores dos CEUs sobre a função do teatro na formação dos educandos, nesses espaços educativos, localizados nas periferias da cidade de São Paulo. As produções de Caldwell Cook, Herbert Read, Peter Slade, Bertolt Brecht, Augusto Boal, Ingrid Koudella, Marilena Chauí e Paulo Freire forneceram os subsídios teóricos que fundamentaram a referida pesquisa. A abordagem qualitativa, como entendida por Bogdan e Biklen, e o estudo de caso, mostraram-se apropriados para o desvelamento do objeto de estudo. Os procedimentos metodológicos incluíram a análise de documentos e a realização de entrevistas semiestruturadas com educadores, educandos e gestores de um CEU e das instâncias centrais da SME/SP. Os resultados evidenciaram incongruência entre as fontes documentais e as entrevistas realizadas, o que impossibilitou concluir sobre o consenso e a ênfase acerca da função do teatro na formação dos educandos. A única consonância perceptível entre as duas fontes de dados, ocorreu em relação à percepção do teatro como entretenimento, cuja ausência nos registros pesquisados foi compatível com a pequena ênfase atribuída a tal percepção, pelos sujeitos entrevistados. Isso parece indicar que, embora não haja um consenso sobre a função do teatro na formação dos educandos, essa arte tem sido entendida como mais do que um entretenimento pelos educadores do CEU.


Palavras-chave


educação; teatro; emancipação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais