AS TECNOLOGIAS NO MOVIMENTO DE PRODUÇÃO CURRICULAR: DISCUTINDO POLÍTICA DE CURRÍCULO

Lhays Marinho da Conceição Ferreira, Roberta Sales Lacê Rosário

Resumo


Este artigo é fruto de nossas pesquisas que se inserem no campo de discussão das “Políticas de Currículo” e buscam problematizar a contribuição das políticas educacionais no movimento político, que é discursivo (LOPES e MACEDO, 2011). A partir de discussões em um grupo de pesquisa que se propõe discutir o campo do Currículo em diálogo com as políticas curriculares atuais, investigamos a intensa produção político-curricular que tenta justificar a importância do uso de materiais, de tecnologias consideradas educacionais e de normas, visando à regulação da prática docente nas escolas, sob a premissa de que isso garantirá uma “qualidade na educação”. Trazemos para a discussão, alguns trechos de entrevistas com professores de uma instituição escolar pública localizada na periferia da cidade do Rio de Janeiro. Levantamos questões que interessam ao propósito de refletir a produção do currículo no cenário social contemporâneo. As análises nos moveram para a discussão das práticas dos professores e estudantes como discursos que instituem sentido à produção política.

Palavras-chave


Currículo; Tecnologia; Política de Currículo.

Texto completo:

PDF

Referências


AXER, Bonie; FRANGELLA, Rita de Cássia Prazeres; ROSÁRIO, Roberta Sales Lacê. Políticas curriculares em uma lógica centralizadora e escapes possíveis: tecendo outras redes políticas. Revista e-Curriculum, São Paulo, Programa de Pós-graduação Educação: Currículo – PUC/SP, v.15, n.4, p. 1.176-1.207., out./dez. 2017.

BHABHA, Homi. O local da cultura. Belo Horizonte: UFMG, 2010.

BIESTA, Gert. Para além da aprendizagem - Educação democrática para um futuro humano. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

CARVALHO, Ana Paula Pereira Marques de. A educopédia e seus embaixadores: “estrangeiros” em cena nas escolas públicas do município do Rio de Janeiro. Orientadora: Rita de Cássia Prazeres Frangella. 2015. 112 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.

CARVALHO, Ana Paula Pereira Marques de; AXER, Bonnie; FRANGELLA, Rita de Cássia Prazeres. A rede de políticas e a teoria do discurso: potências teórico-metodológicas para leitura do movimento político-educacional na contemporaneidade. Revista Educação Contemporânea. v. 16, n. 46, p. 69-85, 2019.

FERREIRA, Lhays M. C.; ROSÁRIO, Roberta S. L. Tecnologia e currículo: o uso do celular pelos jovens na sala de aula como produção cultural. In: IV COLÓQUIO INTERNACIONAL EDUCAÇÃO, CIDADANIA E EXCLUSÃO: Didática e Avaliação. Rio de Janeiro, 2015.

FRANGELLA, Rita de C. P. Um pacto curricular: Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa e o desenho de uma base comum. Educação em Revista (UFMG. Impresso), v.32, p.69-89, 2016.

GASKELL, George. Entrevistas individuais e grupais. In: GASKELL, George. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 64-89.

GLYNOS, Jason; HOWARTH, David. Logics of Critical Explanation in Social and

Political Theory. New York: Routledge, 2007.

HOLANDA, Adriano. Questões sobre pesquisa qualitativa e pesquisa fenomenológica. Análise Psicológica, 2006, v. 3, p. 363-372. Disponível em: http://www.fenoegrupos.com/JPM Article3/pdfs/Adriano_Pesquisa.pdf. Acesso em: 11 jan. 2019.

LACLAU, Ernesto. On Populist Reason. London: Verso, 2005.

LACLAU, Ernesto. Emancipação e diferença. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2011.

LACLAU, Ernesto; MOUFFE, Chantau. Hegemonía y estrategia socialista. Hacia una radicalización de la democracia. 3. ed. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2010.

LOPES, Alice Casimiro. Por um currículo sem fundamentos. Linhas Críticas, Brasília, DF, v.21, n.45, p. 445-466, mai./ago. 2015.

LOPES, Alice Casimiro. Normatividade e intervenção política: em defesa de um investimento radical. In: LOPES, Alice C.; MENDONÇA, D. de (Orgs.). A Teoria do Discurso de Ernesto Laclau: ensaios críticos e entrevistas. São Paulo: Annablume, 2015. p. 117-147.

LOPES, Alice Casimiro; BORGES, Veronica. Currículo, conhecimento e interpretação. Currículo sem Fronteiras, v. 17, n. 3, p. 555-573, set./dez. 2017.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizabeth. Teorias de Currículo. São Paulo: Cortez, 2011.

LOPES DE OLIVEIRA, Maria. Claudia Santos; BARCINSKI, Marcelo. André. A dialogical approach to in-depht interviews. International Conference on the Dialogical Self, 4, 2006, Braga. Book of abstracts... Braga: University of Minho, 2006.

MACEDO, Elizabeth. Currículo: política, cultura e poder. Currículo sem Fronteiras, v. 6, p. 98-113, 2006.

MACEDO, Elizabeth; PONTES, C.; AXER, B. Educação e ensino responsável. Disponível em: https://www.fe.unicamp.br/gtcurriculoanped/35RA/trabalhos/TE-Anped2012-Educ_ensino_responsavel.pdf. Acesso em 20 jan. 2020.

MADUREIRA, Ana. Flávia do Amaral.; BRANCO, Ângela Uchôa. A pesquisa qualitativa em psicologia do desenvolvimento: questões epistemológicas e implicações metodológicas. Temas em Psicologia da SBP, Ribeirão Preto, v. 9, n. 1, p. 63-75. 2001.

OLIVEIRA, Gustavo Gilson; OLIVEIRA, Anna Luiza; MESQUISTA, Rui Gomes de. A Teoria do Discurso de Laclau e Mouffe e a Pesquisa em Educação. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 38, n. 4, p. 1327-1349, out./dez. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edreal/v38n4/17.pdf

PEREIRA, Talita Vidal. Analisando alternativas para o ensino de Ciências Naturais: uma abordagem pós-estruturalista. Rio de Janeiro: Quartet/Faperj, 2012.

PEREIRA, Talita Vidal. Gramática e lógica: jogo de linguagem que favorece sentidos de conhecimento como coisa. Currículo sem Fronteiras, v. 17, n. 3, p. 600-616, set./dez. 2017.

PEREIRA, Talita Vidal; VELLOSO, Luciana. Um salto para a performatividade: sentidos atribuídos à qualidade da educação. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 20, n. 74, p. 73-88, jan./mar. 2012.

PRETTO, Nelson de Lucca. Mídia, currículo e o negócio da educação. In: MOREIRA, Antonio Flávio Barbosa (Org.). Currículo, cotidiano e tecnologias. Araraquara: Junqueira & Marin, 2006. p. 111-148.

RODRIGUES, Phelipe Florez. Um currículo mínimo e os professores de Geografia: perspectivas docentes para uma política de currículo. Orientador: Jader Janes Moreira Lopes. 2016. 121 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO-RJ. Currículo Mínimo. 2013. Disponível em: http://conexaoescola.rj.gov.br/curriculobasico/parte-diversificada. Acesso em 20 jan. 2020.

YOUNG, Michael. Teoria do Currículo: o que é e por que é importante. Cadernos de Pesquisa, 44(151), 2014, p. 190-202.




DOI: https://doi.org/10.23925/1809-3876.2020v18i3p1466-1486

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais