A contextualização na Matemática do Ensino Médio

Márcia Maioli

Resumo


Esta é uma pesquisa teórica que estuda a contextualização estabelecida em documentos curriculares nacionais como um dos princípios pedagógicos estruturadores dos currículos do Ensino Médio. O estudo defende que a contextualização é um princípio pedagógico potencialmente rico para melhorar a aprendizagem matemática dos alunos, mas precisa ser compreendida em seus propósitos e usos pelos diferentes atores do processo de ensino e aprendizagem. Partindo desse ponto, delinearam-se os objetivos: investigar a contextualização como princípio pedagógico e construir conhecimentos que permitam a compreensão de seus propósitos e usos. Para tanto, a investigação foi desenvolvida com base em fontes bibliográficas envolvendo estudos sobre aprendizagem, aferição de significados e linguagem; documentos curriculares voltados ao Ensino Médio; pesquisas sobre contextualização no ensino de matemática e, visando investigar como se desenvolvem atividades inspiradas na contextualização nos currículos praticados em sala de aula, considerou-se também o conjunto de dissertações envolvendo Trajetórias Hipotéticas de Aprendizagem desenvolvidas no projeto de pesquisa em que este trabalho se insere. Constata-se que a implementação da contextualização não é uma ação simples, nem mesmo para profissionais que estão em contato com pesquisas ou teorias sobre Educação Matemática. Os Parâmetros Curriculares Nacionais - Ensino Médio destacam que contextualizar o conteúdo que se quer aprendido significa, em primeiro lugar, assumir que todo conhecimento envolve uma relação entre sujeito e objeto. A ideia de conhecimento como rede de significações defendidas por Machado e Pires; o processo por meio do qual conceitos mais relevantes e inclusivos, presentes na estrutura cognitiva do aprendiz, interagem com um novo material apresentado a ele, conforme defende Ausubel; o papel dos instrumentos e signos como mediadores na conversão de relações sociais em funções mentais superiores, considerados pelos estudos de Vygotsky; as diferentes concepções de linguagem exploradas por Koch, fornecem pistas importantes sobre a forma como se processa a relação entre sujeito que aprende e objeto de estudo. A contextualização está fortemente relacionada à atribuição de significados ao que se aprende, portanto, abrange um aspecto cognitivo que não pode ser negligenciado. Além disso, para a perspectiva situada da aprendizagem o conhecimento é produto da atividade, contexto e cultura na qual ele é desenvolvido e usado, assim, não se pode ignorar a influência da cultura escolar sobre o que nela se aprende.

Palavras-chave: Contextualização; Educação Matemática; Matemática do Ensino Médio.

ABSTRACT

This is a theoretical research that studies the contextualization established on national curricular documents as one of the pedagogic principles that structure the curricula on High School. The study stands for the contextualization as a potentially rich pedagogic principle to improve mathematic learning by the students, but it needs to be understood in its purposes and uses by different actors. For such, the investigation was developed based on bibliographic sources that involve studies about learning, comparison of meanings and language; curricular documents for High School; researches about contextualization on mathematical teaching and, aiming at investigating how are developed activities inspired on the contextualization of curricula that are practiced in class; it is also considered the set of dissertations involving Hypothetical Learning Paths developed on the research project in which this work is inserted. It could be verified that the contextualization implementation was not a simple action - nor even for professionals that are in touch with researches or theories that concern Mathematical Education. The National Curricular Parameters for High School outline that contextualizing the content that is aimed to be learned means, primarily, to assume that all knowledge involves a relation between subject and object. The idea of knowledge as a network of meanings defended by Machado and Pires; the process by which more relevant and inclusive concepts are presented is one in which the learner´s cognitive structure interacts with a new material presented to them – as defended by Ausubel; the role of instruments and signs as mediators on the conversion of social relations according to higher mental functions considered by the studies of Vygotsky; the different language conceptions explored by Koch provide important clues about the relation processing between learning subject and study object. The contextualization is strongly related to the assignment of meanings to what is learned, and therefore, it embraces a cognitive aspect that cannot be neglected. Besides that, for the perspective established of learning, knowledge is the product of activity – context and culture in which it is developed and used, so the scholar culture influence cannot be ignored concerning what is learned in it.

Keywords: Contextualization; Mathematical Education; High School Mathematics.

http://www4.pucsp.br/pos/edmat/do/tese/marcia_maioli.pdf


Texto completo:

HTML

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM