Desafios e particularidades narrados pelos docentes da licenciatura em Matemática do Instituto Federal de Minas Gerais
Challenges and particularities narrated by teachers of Mathematics Degree at the Federal Institute of Minas Gerais

Josâne Geralda Barbosa, Celi Espasandin Lopes

Resumo


Este artigo decorre de uma pesquisa de mestrado em que se analisaram os cursos de Licenciatura em Matemática ofertados pelo Instituto Federal de Minas Gerais. A pesquisa discutiu como o IFMG tem promovido a formação de professores de Matemática, através da rememoração do processo de implantação dos cursos no IFMG; da identificação das principais dificuldades enfrentadas em cada campus para criar e manter esses cursos; e da ênfase às principais características dos cursos. Para atingir os objetivos propostos, estudaram-se os documentos que normatizam os cursos e realizaram-se entrevistas narrativas com os professores formadores que neles atuam. Evidenciam-se, na fala dos professores, algumas dificuldades e expectativas, bem como certa satisfação com os bons resultados com os egressos.

Palavras-chave: Formação inicial de professores de Matemática, narrativa de professores, licenciatura nos Institutos Federais, Instituto Federal de Minas Gerais.


Palavras-chave


Formação inicial de professores de Matemática, narrativa de professores, licenciatura nos Institutos Federais, Instituto Federal de Minas Gerais.

Texto completo:

PDF

Referências


BERTAUX, Daniel. Narrativas de vida: a pesquisa e seus métodos. Tradução de Zuleide Alves Cardoso Cavalcante e Denise Maria Gurgel Lavallée. São Paulo: Paulus, 2010.

BOLIVAR, Antônio; DOMINGO, Jesús; FERNÁNDES, Manuel. La investigación biográfico-narrativa en educación: Enfoque y metodologia. Madrid: La Muralla, 2001.

BONFIM, Maria Inês (Coord.). A formação docente nos centros federais de educação tecnológica: diagnóstico sobre a oferta das licenciaturas nos CEFETs. Brasília: MEC/SETEC, 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 22 out. 2015.

______. Ministério da Educação. Parecer CNE/CP nº 2/2015. Trata das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial e Continuada de Profissionais do Magistério da Educação Básica, aprovado em 09/06/2015 e homologado em 24/06/2015, Disponível em: http://porteiras.r.unipampa.edu.br/portais/coordeg/files/2015/06/Par.-02.2015-DCNs-Forma%C3%A7%C3%A3o-Professores.pdf . Acesso em: 13 set. 2016.

LIMA, Fernanda Bartoly Gonçalves de. A formação de professores nos institutos federais: perfil da oferta. Revista EIXO, Brasília/DF, v. 2, n. 1, p. 83-105, jan./jun. 2013. Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2016.

LIMA, Fernanda Bartoly Gonçalves de; SILVA, Katia Augusta Curado Pinheiro Cordeiro da. As licenciaturas nos Institutos Federais: concepções e pressupostos. In: ENCONTRO ESTADUAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO, 18 a 20 de maio de 2011, Centro de Estudos de Pesquisas em Didática, Goiânia. Anais Eletrônicos. Goiânia, 2011. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2016.

OLIVEIRA, Maria Rita Neto Sales; BURNIER, Suzana. Perfil das licenciaturas nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia. In: CUNHA, Deisy Moreira et al. (Org.) Formação/profissionalização de professores e formação profissional e tecnológica: fundamentos e reflexões contemporâneas. Belo Horizonte: Editora PUC Minas, 2013. p. 145-166.

SILVA, Mirna Ribeiro Lima da. Formação de professores nos IF: a política educacional e a literatura educacional recente. In: CONNEPI, 5., 2010, Instituto Federal Alagoas, Maceió. Anais eletrônicos. Maceió, 2010. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2016.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2019v21i1p477-495

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA