A utilização de mapas conceituais em uma investigação acerca da prática docente
The use of conceptual maps in an investigation about the teaching practice

Saddo Ag Almouloud, Cleusiane Vieira Silva

Resumo


Este artigo está fundamentado em uma pesquisa de doutorado defendida em 2015, na qual a primeira autora realizou um estudo acerca da prática docente e sua influência na construção de conceitos geométricos. Nesse trabalho, apresentamos os procedimentos iniciais da experimentação da pesquisa supracitada. Por meio da análise de um questionário aplicado aos professores alvo da investigação e da análise dos mapas conceituais sobre simetria por eles construídos, durante encontros realizados na escola, expomos a importância do trabalho em equipe numa perspectiva de discussão reflexiva. Como resultado principal dessa etapa da pesquisa, ressaltamos que os docentes nos momentos de interação ao construir os mapas conceituais observaram a rede de conteúdos relacionados à simetria, de forma especifica a simetria ortogonal. Essa percepção levou-os a uma reflexão sobre a diferença entre o objeto matemático simetria ortogonal e a simetria ortogonal no objeto.

This article is based on a doctoral research defended in 2015, in which the first author carried out a study about the teaching practice and its influence on the construction of geometric concepts. In this work, we present the initial procedures of experimentation of the aforementioned research. Through the analysis of a questionnaire applied to teachers who are the target of the investigation and the analysis of the conceptual maps on symmetry they construct during meetings held at school, we present the importance of teamwork in a perspective of reflective discussion. As a main result of this research stage, we emphasize that teachers in the moments of interaction when constructing conceptual maps observed the network of contents related to symmetry, specifically orthogonal symmetry. This perception led them to a reflection on the difference between the mathematical object orthogonal symmetry and the orthogonal symmetry in the object.


Palavras-chave


Prática docente; Mapas Conceituais; Simetria Ortogonal

Texto completo:

PDF

Referências


ALMOULOUD, S. Ag. Fundamentos da didática da matemática. Editora UFPR, Curitiba. 2007. 218p.

ARTAUD, M. Introduction à l’approche écologique du didactiques: l’écologique des organisations mathématiques et didactiques. In: LA NEUVÈME ÉCOLE D’ETE DE DIDa)TIQUES DÊS MATHEMATIQUES, 9. 1998, Hougate, Bailleul. Anais... Hougate, p. 101-134. 1998.

BRASIL, Ministério da Educação, Secretaria da Educação Média e Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática - 1ª a 4ª série do Ensino Fundamental. Brasília, 1997.

BRASIL, Ministério da Educação, Secretaria da Educação Média e Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática - 5ª a 8ª série do Ensino Fundamental. Brasília, 1998.

CHEVALLARD, Y. Les processus de transposition didactique et leu théorisatin. In. ARSAC G., CHEVALLARD, Y., et al, (org.). La transposition didactique à l’épreuve. Grenoble: La Pensée sauvage, 1994. p. 135-180. Disponível em . Acesso 18 set. 2013.

FIORENTINI, D. Alguns modos de ver e conceber o Ensino de Matemática no Brasil. Revista Zetetiké, ano 3, n. 4, p. 1-38. Campinas, 1995.

JAHN, A. P. Des transformations des figures aux transformations ponctuelles: étude d'une séquence d'enseignement avec Cabri-géomètre II. Relations entre aspects géométriques et fonctionnels en classe de Seconde. 1998. Tese (doutorado em Didática da Matemática). Universidade Joseph Fourier Grenoble I. França. 1998.

LIMA, I. De la modélisation de connaissances des élèves aux décisions didactiques des professeurs: Étude didactique dans le cas de la symétrie orthogonale. 2006. Tese (Doutorado em Didática da Matemática). Universidade Joseph Fourier Grenoble I. França. 2006.

LOREAU, M. From populations to ecosystems: Theoretical Foundations for a new ecological synthesis (MPB-46). Editor Princeton Universisty Press. USA, 2010

NOVAK, J. D.; CANÃS, A. J. A teoria subjacente aos mapas conceituais e como elabora-los e usá-los. Práxis Educativa, Ponta Grossa, n.1, v. 5, p. 9-29, 2010. Disponível: em . Acesso em: 7 nov. 2013.

OKADA, S. Mapeando a aprendizagem em quatro momentos: perceber, identificar, interpretar e entender. In: OKADA, A. (org.). Cartografia Cognitiva: mapas do conhecimento para pesquisa, aprendizagem e formação docente. Cuiabá: KCM, 2008. pp. 37-65.

SILVA, C. V. A prática docente e sua influência na construção de conceitos geométricos: um estudo sobre o ensino e a aprendizagem da simetria ortogonal.. Tese (doutorado em Educação Matemática) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - São Paulo, 2015.

SILVA, D. R. Livro didático de Matemática: lugar histórico e perspectiva. Dissertação (mestrado em Educação). Universidade de São Paulo. São Paulo. 2010.

SCHÖN, D. A. Formar professores como profissionais reflexivos. In: Nóvoa, A. (org.). Os professores e a sua formação. 2. ed. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional, 1995. p. 79-91.

____________. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2000




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2020v22i1p022-042

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA