Um ensaio teórico sobre literatura infantil e matemática: práticas de sala de aula
A theoretical essay on children's literature and mathematics: practice classrooms

Reginaldo Fernando Carneiro, Ana Paula Gestoso de Souza

Resumo


Este artigo, de caráter teórico, objetiva apresentar e discutir algumas práticas de sala de aula, desenvolvidas nos anos iniciais da escolarização, em contextos que abordam a conexão entre literatura infantil e matemática como uma possibilidade para promover a compreensão dos conteúdos matemáticos. Os estudos apresentados apontaram que essa conexão pode criar um contexto significativo, ligado à narrativa, que viabiliza trabalhar com situações de ensino e aprendizagem, possibilitando aos alunos aprender e fazer matemática. Nessas práticas a intervenção docente é fundamental para orientar as maneiras de abordar os conteúdos. Além disso, a literatura não deve ser utilizada apenas como pano de fundo para atividades matemáticas – a relação entre leitor e texto possibilita a criação de pensamento e a produção de significados.


Palavras-chave


Literatura infantil; Ensino de matemática; Práticas de sala de aula

Texto completo:

PDF

Referências


Abramovich, F. (1989). Literatura infantil: gostosuras e bobices. São Paulo: Scipione.

Bordini, M. G., & Aguiar, V. T. (1993). Literatura: a formação do leitor - alternativas metodológicas. Porto Alegre: Mercado Aberto.

Bruner, Jerome. Atos de significação. Porto Alegre: Artmed, 1997.

Camargo, M. (2006). As centopéias e seus sapatinhos. 21ª ed. São Paulo: Ática.

XXXXX & Passos, C. L. B. (2006). Matemática e literatura infantil: a divisão do futebol. In Anais do 8º Encontro Paulista de Educação Matemática, São Paulo, Brasil, out. 2006.

XXXXX & Passos, C. L. B. (2007). Matemática e literatura infantil: uma possibilidade para quebrar a armadilha do desconhecimento matemático. Anais do 16º Congresso de Leitura do Brasil, Campinas, SP, Brasil, jul. 2007.

Carey, D. (1992). The patchwork quilt: a context for problem solving. Arithmetic Teacher, 39(4), 199-203.

Dalcin, A. (2002). Um olhar sobre o paradidático de matemática. Dissertação de Mestrado, Universidade de Campinas, Campinas, SP, Brasil.

Foster, N. & Oliveira, J. (1988). As aventuras da família tamanduá. São Paulo: Jose Olympio.

Gómez-Granell, C. (1995). A aquisição da linguagem matemática: símbolo e significado. In A. Teberosky, & L. Tolchinsky (Org.). Além da alfabetização: a aprendizagem fonológica, ortográfica, textual e matemática (pp. 257-282). São Paulo: Ática.

Kliman, M., & Richards, J. (1992). Writing, sharing and discussing mathematics stories. Arithmetic Teacher, 38(3), 138-141.

Lobato, M. (2012). A menina do leite. In M. Lobato. Fábulas. São Paulo: Globo.

Machado, N. J. (1999). O pirulito do pato. São Paulo: Scipione.

Machado, N. J. (2001). Matemática e língua materna: a análise de uma impregnação mútua. São Paulo: Cortez.

Neuenfeldt, A. E. (2006). Matemática e literatura infantil: sobre os limites e possibilidades de um desenho curricular interdisciplinar. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, Brasil.

Passos, C. L. B., & Oliveira, R. M. M. A. (2007). Elaborando histórias infantis com conteúdo matemático: uma contribuição para a formação de professores. In J. R. Mendes, & R. C. Grando (Org.). Múltiplos olhares: matemática e produção de conhecimento (pp. 119-135). São Paulo: Musa.

Ramos, L. F. (2000). Doces frações: a construção do conceito de fração, equivalência de frações, jogos. São Paulo: Ática.

Silva, A. C. (2003). Matemática e literatura infantil: um estudo sobre a formação do conceito de multiplicação. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB, Brasil.

XXXXX & Oliveira, R. M. M. A. (2007). Rompendo armadilhas: matemática e texto literário. Anais do 16º Congresso de Leitura do Brasil, Campinas, SP, Brasil, jul. 2007.

XXXXX. (2008). Histórias infantis e matemática: a mobilização de recursos, a apropriação de conhecimentos e a receptividade de alunos de 4ª série do ensino fundamental. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil.

XXXXX & Oliveira, R. M. A. M. (2010). Articulação entre literatura infantil e Matemática: intervenções docentes. Boletim de Educação Matemática, 23(37), 955-975.

Souza, H. (1999). A Zeropéia. São Paulo: Salamandra.

Souza, R. D. & Oliveira, R. M. M. A. (2005). Análise de uma experiência de ensino e aprendizagem no ensino fundamental: utilização de história infantil com conteúdo matemático. Anais do 15º Congresso de Leitura do Brasil, Campinas, SP, Brasil, jul. 2005.

Welchman-Tischer, R. (1992). How to use children’s literature to teach mathematics. Reston: NCTM.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA