A recontextualização de textos na produção de um material curricular para os jogos de linguagem da matemática escolar
The recontextualization of texts in the production of a curricular material for the language games of school mathematics

Airam da Silva Prado, Andreia Maria Pereira de Oliveira, Jonei Cerqueira Barbosa

Resumo


Nosso objetivo foi identificar e descrever de que forma alguns conceitos matemáticos são recontextualizados por uma comunidade de professores que ensinam matemáticas tendo em vista os jogos de linguagem da matemática escolar.  Para tanto, analisamos – por meio de uma abordagem qualitativa e inspirados nas noções wittgensteinianas de jogos de linguagem – as discussões de professores que ensinam matemáticas no que tange a produção de materiais curriculares, levando em consideração a noção de recontextualização pedagógica de Basil Bernstein. Como resultado, apontamos que os professores tendem a recontextualizar textos que regulam não somente o comportamento dos símbolos e palavras a partir da literatura em Educação Matemática, mas as ações dos estudantes a partir da matemática acadêmica, instituindo controles sobre os textos legítimos e seus usos. Percebemos, inclusive, que o processo de recontextualização operado pelos professores implicam, muitas vezes, numa reorganização nas regras que permeiam os jogos de linguagem da matemática escolar.

Our objective was to identify and describe, as realizations of mathematical concepts are recontextualized, by a community of teachers who teach mathematics, for school math language games. For this purpose, we identify and analyse, through a qualitative approach and inspired by the Wittgensteinian notions of language games, rules and ways of life, as well as the notion of pedagogical recontextualization of Basil Bernstein, the discussions of teachers who teach mathematics, when you prepare a curricular material. As a result, we perceive that the professors recontextualized texts that regulate the behavior of symbols and words from the Mathematics Education Literature and texts that regulate the actions of students from academic mathematics, establishing controls over legitimate texts and their uses.


Palavras-chave


Recontextualização; realizações; jogos de linguagem

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, V. R. A transformação de textos de materiais curriculares educativos por professores de matemáticas práticas pedagógicas: uma abordagem sociológica com a lente teórica de Basil Bernstein. 2014. 111 f. Dissertação (Mestrado em Ensino, Filosofia e História das Ciências). Instituto de Física, Universidade Federal da Bahia e Universidade Estadual de Feira de Santana, Salvador, 2014.

AVILA, G. Razões, proporções e regra de três. SP. RPM. n. 8. 1º sem, 1996.

BARBOSA, J. C. Uma abordagem discursiva para a matemática para o ensino. In: Actas… Congreso Iberoamericano de Educación Matemática, Madrid, 8, 2017.

BERNSTEIN, B. Pedagogy, symbolic control and identity: Theory, research and critique. Lanham: Rowman and Littlefield, 2000.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Matemática. Brasília: MEC /SEF, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Matemática. Brasília: MEC /SEF, 1998.

BROWN, M. W. The Teacher –Tool Relationship: Theorizing theDesignand Use of Curriculum Materials. In: REMILLARD,J.T.;HERBEL-EISENMANN, B.A.; LLOYD, G.M.(Ed.). Mathematics teachers at work: Connecting Curriculum Materials and Classroom Instruction. New York: Routledge, p.17-36, 2009.

COOPER, J. Mathematical discourse for teaching: A discursive framework for analyzing professional develop¬ment. In C. Nicol, P. Liljedahl, S. Oesterle, & D. Allan (Eds.), Meeting of PME 38 and PME-NA 36, Vol. 2. p. 337-344. Proceedings… Vancouver, Canada, 2014.

COUTINHO, J. L. C.; BARBOSA, J. C. Uma matemática para o ensino de combinação simples a partir de um estudo do conceito com professores. Educ. Matem. Pesq., São Paulo, v.18, n.2, p.783-808, 2016.

CRESWELL, J. W. Research design: Qualitative, quantitative, and mixed methods approaches 3ª ed. Thousand Oaks, CA: Sage, 2009.

DAVIS, B.; RENERT, M. The Math Teachers Know: Profund Understanding of Emergent Matematics. Routledge Taylor & Francis Group, 2014, p. 141.

DAVIS, E. A.; KRAJCIK, J. S. Designing Educative Curriculum Materials to PromoteTeacher Learning. Educational Researcher, v. 34, n. 3, p.3-14, 2005.

DAVIS, E. A.; PALINCSAR, A. S.; ARIAS, A.; BISMACK, A.; MARULIS, L.; IWASHYNA, S. Designing educative curriculum materials: A theoretically and empirically driven process. Harvard Educational Review, v. 84, n. 1, p. 24–52, 2014.

GUEUDET, Ghislaine; PEPIN, Birgit; TROUCHE, Luc. (Ed.). From Text to ‘Lived’ Resources: Mathematics Curriculum Materials and Teacher Development. New York: Springer, p. 105-122, 2012.

GLOCK, H. J. Dicionário Wittgenstein. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1998.

GOTTSCHALK, C. M. C|. A construção e transmissão do conhecimento matemático sob uma perspectiva wittgensteiniana. Cad. Cedes, Campinas, v. 28, n. 74, p. 75-96, 2008.

HEATON, J. Secondary analysis of qualitative data: An overview. Historical Social Research, v. 33, n. 3, p. 33-45, 2008.

JANUARIO, G. Marco conceitual para estudar a relação entre materiais curriculares e professores de Matemática. 2017. 194f. Tese (Doutorado em Educação Matemática). Faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo.

JOHNSTON, M. P.; Secondary Data Analysis: A Method of which the Time Has Come. QQML. n. 3. p. 619 –626, 2014.

LIMA, E. L. Que são grandezas proporcionais? RPM. SP. n.9. 2ºsem, 1996.

MARGOLINAS, C. (Ed.). (2013). Task Design in Mathematics Education. Proceedings of ICMI Study 22. Oxford.

MENDUNI-BORTOLOTI, R. D.; BARBOSA, J. C.. Um estudo sobre a matemática para o ensino de proporcionalidade. Tese (doutorado) - Universidade Federal da Bahia. Faculdade de Educação, 143 f. Salvador, 2016.

MIGUEL, A. Entre Jogos de Luzes e de Sombras: uma agenda contemporânea para a educação matemática brasileira. Perspectivas da Educação Matemática, Mato Grosso do Sul, v. 9, n. 20, p. 323-365, nov. 2016.

MORGAN, C. Mathematics Education as a Matter of Discourse. In: LERMAN S. (org) Encyclopedia of Educational Philosophy and Theory. Springer Netherlands, p.1-6, 2016.

MOSVOLD, R. Interdiscursivity and developing mathematical discourse for teaching. In: Proceedings of the 9th Congress of European Research in Mathematics Education. Prague. Czech Republic. Charles University Prague. February, 2015.

PIRES, C. M. C. Constituição e trajetória do grupo de pesquisa “desenvolvimento curricular em matemática e formação de professores”: uma reflexão sobre a colaboração entre pesquisadores. Educ. Matem. Pesq., São Paulo, v.18, n.1, pp. 331-349, 2016.

PRADO, A. S. As imagens da prática pedagógica nos textos dos materiais curriculares educativos sobre modelagem matemática. 112f. 2014. Dissertação (Mestrado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2014.

REMILLARD, J. T. Examining key concepts in research on teachers’ use of Mathematics curricula. Review of Educational Research, v.75, n.2, p. 211-246, 2005.

REMILLARD, Janine T. Modes of Engagement: Understanding Teachers’ Transactions

with Mathematics Curriculum Resources. In: GUEUDET, Ghislaine; PEPIN, Birgit;

TROUCHE, Luc. (Ed.). From Text to ‘Lived’ Resources: Mathematics Curriculum

Materials and Teacher Development. New York: Springer, p. 105-122, 2012.

REMILLARD, J.T.; REINKEB, L. T.; KAPOORA, R. What is the point? Examining how curriculum materials articulate mathematical goals and how teachers steer instruction. International Journal of Educational Research, IN PRESS, p. xx-xx, nov. 2018. Disponível em: . Acesso em: 08 nov. 2018.

SCHNEIDER, R. M. Opportunities for Teacher Learning During Enactment of Inquiry Science Curriculum Materials: Exploring the Potential for Teacher Educative Materials. Journal of Science Teacher Education, 2012.

SANTOS, G. L. M.; BARBOSA, J. C. Um modelo teórico de matemática para o ensino do conceito de função a partir de um estudo com professores. UNIÓN. n.48. p. 143-167. Dez. 2016.

SFARD, A. Thinking as communicating: Human develop¬ment, the growth of discourses, and mathematizing. New York, NY: Cambridge University Press, 2008.

SILVA, P.; MORAIS, A. M.; NEVES, I. P. Materiais curriculares, práticas e aprendizagens: estudo no contexto das ciências do 1º Ciclo do Ensino Básico. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 8, n. 1, p. 133-171, jun. 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2018.

STEIN, M.; REMILLARD, J.; SMITH M. How curriculum influences student learning. In F. K. Lester Jr. (Ed.), Second handbook of research on mathematics teaching and learning (pp. 319-369). Gweenwich, CT: Information Age, 2007.

VILELA, D. S. Matemáticas nos usos e jogos de linguagem: Ampliando concepções na Educação Matemática. Tese (Doutorado). Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação. 247p. 2007.

WITTGENSTEIN, L. Investigações Filosóficas. Tradução: José Carlos Bruni. São Paulo: Editora Nova Cultural, (Coleção Os Pensadores: Wittgenstein), 1999.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2020v22i1p320-347

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA