Análise da dimensão ostensiva e não ostensiva em uma atividade avaliativa envolvendo a álgebra vetorial
Analysis of the ostensive and non-ostentatious dimension in an evaluative activity involving vector algebra

Jany Santos Souza Goulart, Luiz Márcio Santos Farias

Resumo


Este texto apresenta um recorte de uma pesquisa de doutorado, em andamento, que assume a Álgebra Vetorial como objeto de estudo. Tal conteúdo está inserido no corpus das ementas de componentes curriculares em que o cerne é a Geometria Analítica, presentes na organização curricular de Cursos de Licenciatura em Matemática. Tomamos com aporte teórico a Teoria Antropológica do Didático – TAD (CHEVALLARD, 1999), em que um dos pressupostos centra-se nas análises das atividades didáticas matemáticas em torno de uma modelação praxeológica composta por complexos de ostensivos e não ostensivos. Assim, o escopo deste estudo se constitui em analisar algumas tarefas contidas em avaliações que versaram sobre os vetores e ao seguir este direcionamento, admitimos como hipótese preliminar que existem relações entre os “conhecimentos inadequados” (BROUSSEAU, 2009) ou supostos erros, detectados na correção das avalições, e os recursos ostensivos utilizados nas resoluções das questões. Em termos metodológicos, esse estudo servirá para compor parte das análises prévias de uma Engenharia Didática.

Palavras-chave


Teoria Antropológica do Didático. Ostensivos e não ostensivos. Álgebra Vetorial. Avaliação.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMOULOUD, Saddo Ag. Fundamentos da Didática da Matemática. Curitiba: Editora da UFPR, 2007.

ARZARELLO, F.; BOSCH, M.; GASCÓN, J. e SABENA, C. The ostensive dimension through the lenses of two didactic approaches. ZDM Mathematics Education.40:179–188, 2008. Disponível em: < https://www.researchgate.net/publication/225589006> Acesso em: 25 de marc. 2018.

BACHELARD, Gaston. A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento / Gaston Bachelard; tradução Esteia dos Santos Abreu. - Rio de Janeiro: Contraponto, 1996. Disponível em: Acesso: 15 de abr. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília - DF, 2017. Disponível em: < http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf >. Acesso em: 28 de mai. 2018.

BROUSSEAU, Guy. Les obstacles épistémologiques et la didactique des mathématiques. Nadine Bednarz, Catherine Garnier. Construction des savoirs Obstacles et Conflits, CIRADE Les éditions Agence d’Arc inc., pp.41-63, 1989. Disponível em: < https://hal.archives-ouvertes.fr/file/index/docid/516581/filename/Les_obstacles_epistemologiques_et_la_didactique_des_mathematiques89.pdf >. Acesso: 23 de mai. 2018.

______. Les obstacles épistémologiques et les problèmes en mathématiques. Willy Vanhamme et Jacqueline Vanhamme. La problématique et l’enseignement de la mathématique. Comptes rendus de la XXVIIIe rencontre organisée par la Commission Internationale pour l’Etude et l’Amélioration de l’Enseignement des Mathématiques, Louvain-la-neuve, pp.101-117, 1976. Disponível em: < https://hal.archives-ouvertes.fr/hal-00516569v2/document>. Acesso: 23 de mai. 2018.

______. Estudos Experimentais e Teóricos de Situações Didáticas em Matemática. In: Curso da Escola de Altos Estudos – EAE. Universidade Bandeirante de São Paulo – UNIBAN, 2009. Disponível em: . Acesso em: 05 abr. 2018.

CAMARGO, Ivan; BOULOS, Paulo. Geometria Analítica. 3. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2005

CHEVALLARD, Yves; BOSCH, Marianna. La sensibilité de l’activité mathématique aux ostensifs. 1999. Disponível em: . Acesso em: 24 abr. 2018.

______. Teaching Mathematics in Tomorrow’s Society: a Case for an Oncoming Counterparadigm. In: INTERNATIONAL CONGRESS ON MATHEMATICAL EDUCATION, 12, 2012, COEX, Seoul, Korea. Anais? Seoul: 2012. Disponível em: Acesso: 10 out. 2017.

STEINBRUCH, A.; WINTERLE, P. Geometria Analítica. 2. ed. São Paulo: McGraw-Hill, 1987.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2019v21i5p566-576

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA