MEMÓRIAS DE UMA MOÇA BEM-COMPORTADA: ANÁLISE DA OBRA PELO VIÉS DA TEORIA HISTÓRICO-CULTURAL

Rosangela Miola Galvão, Sandra Aparecida Pires Franco, Cyntia Graziella Guizelim Simões Girotto, Andressa Cristina Molinari

Resumo


O artigo objetiva compreender o conceito de memória na Teoria Histórico-cultural, envolvendo a percepção do desenvolvimento dessa função psíquica superior em diferentes períodos da formação humana, em contraposição à forma como o desenvolvimento psíquico é apresentado ao leitor de Memórias de uma moça bem-comportada de Simone de Beauvoir. Muitos escritores abordam a temática memória por diferentes vieses, sejam eles na construção de cenários fictícios que relembram uma fase da vida, ou ainda, com a intencionalidade de desenvolver concepções filosóficas como é o caso de Simone nessa obra autobiográfica. A metodologia consiste na análise dialética do conceito de memória e como é apresentado o desenvolvimento psíquico nas recordações de vida da personagem principal da obra de Simone de Beauvoir, mediante a revisão bibliográfica dos estudos de Vigotski, fundador dessa corrente teórica e de estudiosos brasileiros. A análise permite considerar que a autora, no que concerne ao desenvolvimento da memória, perfaz um caminho de descrição de suas vivências muito próximas das considerações do psicólogo russo acerca do desenvolvimento psíquico.


Palavras-chave


Memória; Teoria Histórico-Cultural; Simone de Beauvoir.

Texto completo:

PDF

Referências


ANJOS, Ricardo Eleutério dos. DUARTE, Newton. A adolescência inicial: comunicação íntima pessoal. Atividade de estudo e formação de conceitos. In: MARTINS, Lígia Márcia. ABRANTES, Angelo Antonio. FACCI, Marilda Gonçalves Dias. Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico: do nascimento à velhice. Campinas, SP: Autores Associados, 2016 p. 195-220.

ASBAHR, Flávia da Silva Ferreira. Idade escolar e atividade de estudo: educação, ensino e apropriação dos sistemas conceituais. In: MARTINS, Lígia Márcia. ABRANTES, Angelo Antonio. FACCI, Marilda Gonçalves Dias. Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico: do nascimento à velhice. Campinas, SP: Autores Associados, 2016. p. 171-192.

BEAUVOIR, Simone de. Memórias de uma moça bem-comportada. Tradução Sérgio Milliet. 2 ed. Rio de janeiro: Nova Fronteira, 2009. Disponível em: https://farofafilosofica.com/2016/11/21/simone-de-beauvoir-bibliografia-em-pdf/. Acesso em: 10 fev. 2019.

BEAUVOIR, Simone de. A Força da Idade. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2010.

CHAVES, Marta. FRANCO, Adriana de Fátima. Primeira infância: educação e cuidados para o desenvolvimento humano. In: MARTINS, Lígia Márcia. ABRANTES, Angelo Antonio. FACCI, Marilda Gonçalves Dias. Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico: do nascimento à velhice. Campinas, SP: Autores Associados, 2016. p. 109-126.

ESCUDEIRO, Cristiane Moraes. (Dissertação Mestrado). O desenvolvimento da memória da Educação Infantil: contribuições da Psicologia histórico-cultural para o ensino de crianças de 4 e 5 anos. UNESP: Araraquara, 2014.

EXISTENCIALISMO. Dicionário Aurélio online. Disponível em: https://www.dicio.com.br/existencialismo/. Acesso em: 02 mar. 2019.

LAZARETTI, Lucinéia Maria. Idade pré-escolar (3-6 anos) e a educação infantil: a brincadeira de papéis sociais e o ensino sistematizado. In: MARTINS, Lígia Márcia. ABRANTES, Angelo Antonio. FACCI, Marilda Gonçalves Dias. Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico: do nascimento à velhice. Campinas, SP: Autores Associados, 2016. p. 129- 148.

LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. O desenvolvimento do psiquismo. Tradução: Manuel Dias Duarte. Lisboa: Livros Horizontes, 1978.

LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. Uma contribuição à teoria do desenvolvimento da psique infantil. In: VIGOTSKI, Lev Semionovich.; LURIA, Alexander.; LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. (org) Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: ícone, 1988. P. 59-84.

LURIA, A. Curso de psicologia geral: atenção e memória. v. III. Trad. Paulo Bezerra. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 1979.

MARTINS, L. M. O desenvolvimento do psiquismo e a educação escolar: contribuições à luz da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica. Campinas – SP: Editora Autores Associados, 2013.

MARTINS, Lígia Márcia. ABRANTES, Angelo Antonio. FACCI, Marilda Gonçalves Dias. Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico: do nascimento à velhice. Campinas, SP: Autores Associados, 2016.

MASSUELA, Amanda. Simone de Beauvoir: biblioteca básica. Revista Cult, 14 jan 2019. Disponível em: https://revistacult.uol.com.br/home/simone-de-beauvoir-biblioteca-basica/. Acesso em: 02 mar. 2019.

SMOLKA, Ana Luiza Bustamante. A memória em questão: uma perspectiva histórico-cultural. Revista Educação & Sociedade, ano XXI, nº 71, Jul. 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v21n71/a08v2171.pdf. Acesso em: 23 fev. 2019.

TULESKI, Silvana Calvo. EIDT, Nadia Mara. A periodização do desenvolvimento psíquico: atividade dominante e a formação das funções psíquicas superiores. In: MARTINS, Lígia Márcia. ABRANTES, Angelo Antonio. FACCI, Marilda Gonçalves Dias. Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico: do nascimento à velhice. Campinas, SP: Autores Associados, 2016. p. 35-62.

VYGOTSKY, Lev Semionovich; LURIA, A. R. Estudos sobre a história do comportamento: símios, homem primitivo e criança. Trad. Lólio Lourenço de Oliveira. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

VYGOTSKI, Lev Semionovich. Obras Escogidas. Tomo I. El significado histórico de la crisis de la Psicología. Traducción José María Bravo. Madrid: Machado Grupo de Distribución. 2013.

VYGOTSKI, Lev Semionovich. Obras Escogidas. Tomo II. Pensamiento y Lenguaje conferencias sobre Psicología. Traducción José María Bravo. Madrid: Machado Grupo de Distribución. 2014.




DOI: https://doi.org/10.23925/1809-3876.2020v18i1p430-452

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais