Avaliação em atividades com Modelagem Matemática na Educação Matemática: uma proposta de instrumento<br>Assessment in practices with mathematical modeling in mathematics education: A proposal of an assessment tool

Autores

DOI:

https://doi.org/10.23925/1983-3156.2020v22i2p025-054

Palavras-chave:

Modelagem Matemática, Avaliação, Instrumento para avaliação

Resumo

Resumo

Ao considerar que a Modelagem Matemática na Educação Matemática é uma metodologia de ensino que visa à construção dos conhecimentos, não faz sentido que o professor que adote essa metodologia faça avaliações pontuais e com a finalidade de verificar a correta reprodução de fórmulas e procedimentos. Disso segue a relevância em se discutir a avaliação em Modelagem Matemática na Educação Matemática, ainda mais quando poucos são os trabalhos que tratam do tema. Assim, este artigo apresenta um instrumento para avaliação que possibilita ao professor avaliar de modo mais abrangente as ações, interações e aprendizagens dos estudantes envolvidos em uma atividade com Modelagem Matemática.  As potencialidades e as limitações desse instrumento são discutidas a partir da análise de dois professores da rede básica de educação que o utilizaram em suas aulas regulares. As análises indicam que as limitações apontadas pelos professores podem ser vencidas com seu frequente uso.

Palavras-chave: Modelagem matemática, Avaliação, Instrumento para avaliação, Educação matemática.

Abstract

When considering that Mathematical Modeling in Mathematics Education is a teaching methodology that aims to build knowledge, it does not make sense for the teacher who adopts this methodology to make specific assessments to verify whether students reproduced formulas and procedures correctly. From this follows the relevance in discussing the evaluation in Mathematical Modeling in Mathematics Education, even more when there are few works that deal with the theme. Thus, this article presents an instrument for evaluation that allows the teacher to assess more comprehensively the actions, interactions, and learning of students involved in an activity with Mathematical Modeling. The potential and limitations of this instrument are discussed based on the analysis of two teachers from the basic education network who used it in their regular classes. The analyses indicate that its frequent use can help improve the limitations pointed out by the teachers.

Keywords: Mathematical Modeling, Assessment, Assessment tool, Mathematics Education.

Resumen

Al considerarse que la Modelización Matemática en la Educación Matemática es una metodología de enseñanza que tiene como objetivo la construcción de conocimiento, es insensato que el profesor que la adopte realice evaluaciones específicas, con la finalidad de verificar si los estudiantes reprodujeron fórmulas y procedimientos correctamente. De aquí se desprende la relevancia en discutir la evaluación en Modelización Matemática en Educación Matemática, más aún cuando son pocos los trabajos que abordan el tema. Así, este artículo presenta un instrumento de evaluación que permite al docente evaluar de manera más integral las acciones, interacciones y aprendizajes de los estudiantes involucrados en una actividad con Modelización Matemática. Se discuten las potencialidades y limitaciones de este instrumento a partir del análisis de dos docentes de la red de educación básica que lo utilizaron en sus clases regulares. Los análisis indican que el uso frecuente del instrumento puede ayudar a mejorar las limitaciones señaladas por los docentes.

Palabras Clave: Modelización matemática, evaluación, Instrumento de evaluación, Enseñanza de matemáticas.

Metrics

Carregando Métricas ...

Referências

BURAK, D. (1992) Modelagem Matemática: ações e interações no processo ensino-aprendizagem. Tese de Doutorado, Psicologia Educacional. Universidade de Campinas, Campinas, SP.

BURAK, D. Modelagem Matemática sob um olhar de Educação Matemática e suas implicações para a construção do conhecimento matemático em sala de aula. Modelagem na Educação Matemática, v. 1, n. 1, p. 10-27, 2010.

BURAK, D.; ARAGÃO, R. M. R. de. (2012) A modelagem matemática e relações com a aprendizagem significativa. Curitiba: CRV.

BURAK, D.; KLÜBER, T. E. (2008, julho-dezembro). Educação Matemática: contribuições para a compreensão de sua natureza. Acta Scientiae, v. 10, 93-106.

CUNHA, N. de B.; SANTOS, A. A. A. (2005) Habilidades em escrita: um estudo com universitários ingressantes. Questões do cotidiano universitário. São Paulo: Casa do Psicólogo.

FERNANDES, D. (2004) Avaliação das aprendizagens: uma agenda, muitos desafios. Portugal: Texto.

MACEDO, L. de. Competências e habilidades: elementos para uma reflexão pedagógica. Ministério da Educação. Brasília: INEP.

MACEDO, L. de. et al (2005) Selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações representados de diferentes formas, para tomar decisões e enfrentar situações-problema. Ministério da Educação. Brasília: INEP.

MACHADO, N. J. (2005) Relacionar informações, representadas de diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em situações concretas, para construir argumentação consistente. Ministério da Educação. Brasília: INEP.

MORAES, R. (1999) Análise de conteúdo. Revista Educação, Porto Alegre, v. 22, n. 37, 7-32.

PERRENOUD, P. (1999a) Construir competências é virar as costas aos saberes. Pátio Revista Pedagógica, 11, 15-19.

PERRENOUD, P. (1999b) Construir as competências desde a escola. Porto Alegre: Artmed.

VELEDA, G. G.; BURAK, D. (2016) Modelagem Matemática e o desafio da avaliação: revisitando as propostas nacionais e internacionais. Anais do Encontro Paranaense de Educação Matemática, 7, Londrina.

Downloads

Publicado

2020-08-27

Como Citar

VELEDA, G. G.; BURAK, D. Avaliação em atividades com Modelagem Matemática na Educação Matemática: uma proposta de instrumento&lt;br&gt;Assessment in practices with mathematical modeling in mathematics education: A proposal of an assessment tool. Educação Matemática Pesquisa Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática, São Paulo, v. 22, n. 2, p. 025–054, 2020. DOI: 10.23925/1983-3156.2020v22i2p025-054. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/emp/article/view/39991. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos