Promovendo a Educação Financeira de Alunos Surdos Bilíngues Fundamentada na Perspectiva Etnomatemática e na Cultura Surda
Fostering financial education for bilingual deaf students based on the ethnomathematics perspective and deaf culture

Rodrigo Carlos Pinheiro, Milton Rosa

Resumo


Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir as contribuições da Etnomatemática para a promoção da educação financeira de alunos Surdos bilíngues. Dessa maneira, nossas reflexões estão baseadas em alguns resultados obtidos em uma pesquisa qualitativa que foi conduzida em uma escola pública, especializada no atendimento de alunos surdos, localizada em Belo Horizonte, Minas Gerais. Os participantes desse estudo são alunos jovens e adultos Surdos considerados bilíngues pelo fato de utilizarem a Libras (Língua Brasileira de Sinais) como primeira língua e o português como segunda língua. O material empírico foi produzido por meio dos registros das atividades matemáticas realizadas pelos estudantes surdos, das videogravações das aulas de matemática, do diário de campo do professor-pesquisador e de entrevistas semiestruturadas. Esse material foi analisado e interpretado de acordo com os pressupostos da Teoria Fundamentada nos Dados (Grounded Theory). Os resultados indicam que a condução de aulas de matemática na perspectiva da etnomatemática e uma abordagem de educação bilíngue foram essenciais para o desenvolvimento do ensino de matemática de alunos Surdos.

Palavras-chave: Etnomatemática, Cultura Surda, Língua Brasileira de Sinais.

 

Abstract

This article aims to discuss the contributions of Ethnomathematics towards to the promotion of Mathematics Education of bilingual Deaf students. Thus, our reflections are based on some results obtained in a qualitative research that was conducted in a public school specialized in attending Deaf students, which is located in the metropolitan region of Belo Horizonte, Minas Gerais. Participants in this study are Deaf young and adult students considered bilingual because they use Brazilian Sign Language as their first language and Portuguese as their second language. The empirical material was produced through mathematical activities records performed by Deaf students, video recordings of mathematics classes, the field diary of the teacher-researcher, and semi-structured interviews. This material was analyzed and interpreted according to the assumptions of grounded theory. The results indicate that the conduction of Mathematics classes from the perspective of ethnomathematics and a bilingual education approach was essential for the development of the mathematics education of Deaf students.

Keywords: Ethnomathematics, Deaf Culture, Brazilian Sign Language.

 

Resumen

Este artículo tiene como objetivo discutir las contribuciones de las Etnomatemáticas a la promoción de la educación financiera para estudiantes Sordos bilingües. De esta manera, nuestras reflexiones se basan en algunos resultados obtenidos en una investigación cualitativa que se realizó en una escuela pública, especializada en el cuidado de estudiantes Sordos, ubicada en Belo Horizonte, Minas Gerais. Los participantes en este estudio son jóvenes estudiantes y adultos Sordos considerados bilingües porque usan Libras (lengua de señas brasileña) como su primer idioma y portugués como segundo idioma. El material empírico fue producido a través de los registros de actividades matemáticas realizadas por estudiantes Sordos, grabaciones de video de clases de matemáticas, el diario de campo del profesor-investigador y entrevistas semiestructuradas. Este material fue analizado e interpretado de acuerdo con los supuestos de la teoría fundamentada. Los resultados indican que la realización de clases de matemáticas desde la perspectiva de las etnomatemáticas y un enfoque de educación bilingüe fueron esenciales para el desarrollo de la enseñanza de las matemáticas para los estudiantes Sordos.

Palabras clave: Etnomatemática, Cultura sorda, Lengua de señas brasileña.


Palavras-chave


Etnomatemática; Cultura Surda; Língua Brasileira de Sinais

Texto completo:

PDF

Referências


ALLEN, T. E. Demographics and national achievement levels for deaf and hard of hearing students: Implications for mathematics reform. In: DIETZ, C. H. (Ed.). Moving toward the standards: a national action plan for mathematics education reform for the deaf. Washington DC: Gallaudet University, 1995. pp. 41-49.

ANDREIS-WITKOSKI, S. Educação de surdos e preconceito. Curitiba, PR: CRV, 2012.

Baggio, M. A.; Erdmann, A. L. Teoria Fundamentada nos dados ou grounded theory e o uso na investigação em enfermagem no Brasil. Revista de Enfermagem Referência, v. 3, n. 3, p. 177-185, 2011.

BAILEY, D. H., SIEGLER, R. S.; GEARY, D. C. Early predictors of middle school fraction knowledge. Developmental Science, v. 17, n, 5, p. 1-11, 2014.

BERTOLI, V. O ensino da matemática para alunos surdos. Anais do III Simpósio de Ensino de Ciência e Tecnologia. Ponta Grossa, PR: SINECT, 2012. pp. 1-8.

BLATTO-VALLEE, G.; KELLY, R. R.; GAUSTAD, M. G. Spatial-relational representation in mathematical problem-solving by deaf and hearing students. Journal of Deaf Studies and Deaf Education, v. 12, n. 1, p. 432–448, 2007.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: matemática. Brasília, DF: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Brasília, DF: MEC, 2017

BRITO, L. F. Integração social e educação de surdos. Rio de Janeiro, RJ: BABEL Editora, 1993.

BULL, R. Deafness, numerical cognition, and mathematics. In: MARSCHARK, M.; HAUSER, P. (Eds.). Deaf Cognition: foundations and outcomes. New York, NY: Oxford University Press, 2008, pp. 170-200.

CAMPOS, A. B. Investigando como a educação financeira crítica pode contribuir para tomada de decisões de consumo de jovens-indivíduos-consumidores. Mestrado Profissional em Educação Matemática. Juiz de Fora, MG: Universidade Federal de Juiz de Fora, 2013.

CARNEIRO, K. T. A. Cultura Surda na aprendizagem matemática da sala de recurso do Instituto Felipe Smaldone: uma abordagem etnomatemática. 4º Congresso Brasileiro de Etnomatemática. Belém, PA: CBEm4, 2012.

D’AMBROSIO, U. Etnomatemática: um programa. Educação Matemática em Revista, v. 1, n, 1, p. 5-11, 1993.

D’AMBROSIO, U. Etnomatemática: elo entre as tradições e a modernidade. 2ª. Ed. Belo Horizonte, MG: Autêntica, 2005.

DORZIAT, A. Educação de surdos no ensino regular: inclusão ou segregação? Cadernos de Educação Especial, v. 2, n. 24, p. 77-85, 2004.

FELIPE, T. A. LIBRAS em contexto: curso básico. Livro do estudante. Brasília, DF: MEC/SEE, 2008.

GALLERY, N., NEWTON, C.; PALM, C. Framework for assessing financial literacy and superannuation investment choice decisions. Australasian Accounting Business and Finance Journal, v. 5, n. 2, p. 3–22, 2011.

GOLDFELD, M. A criança surda: linguagem e cognição numa perspectiva sócio-interacionista. São Paulo, SP: Plexus, 2002.

HONORA, M.; FRIZANCO, M. L. E. Livro ilustrado de Língua Brasileira de Sinais: desvendando a comunicação usada pelas pessoas com surdez. II Título. São Paulo, SP: Ciranda Cultural, 2009.

JOHNSON, K. Miscommunication in interpreted classroom interaction. Sign Language Studies, v. 70, n. 1, p. 1-34, 1991.

KRITZER, K. Family mediation of mathematically based concepts while engaged in a problem-solving activity with their young deaf children. The Journal of Deaf Studies and Deaf Education, v. 13, n. 4, p. 503-517, 2008.

LELIS, M. G. Educação financeira e empreendimento. Viçosa, MG: Centro de Produções Técnicas, 2006.

LEYBAERT, J.; VAN CUTSEM, M. Counting in sign language. Journal of Experimental Child Psychology, v. 81, n. 2, p. 482–501, 2002.

MARKEY, C. An investigation into the use of structured games to teach early fraction concepts to students who are deaf or hard of hearing. Master thesis. Mt. Gravatt Campus. Brisbane, Australia: Griffith University, 2003.

MARSCHARK, M.; EVERHART, V. S. Problem solving by deaf and hearing children: Twenty questions. Deafness and Education International, v. 1, n. 1, p. 63-79, 1999.

MIRANDA, C. J. A.; MIRANDA, T. L. O ensino de matemática para alunos surdos: quais os desafios que o professor enfrenta? REVEMAT, v. 6, n. 1, p. 31-46, 2001

MORAIS, M. Z.; LUNARDI-LAZZARIN, M. L. Pedagogia e diferença: capturas e resistências nos discursos curriculares da educação de surdos. In: HOMA, A. S. KLEIN, M. (Orgs.). Currículo e avaliação: a diferença surda na escola. Santa Cruz do Sul, RS: EDUNISC, 2009. pp. 16-31.

Moura, M. C. O surdo: caminhos para uma nova identidade. Rio de Janeiro, RJ: Revinter, 2000.

MÜLLER, J. I. Marcadores culturais na literatura surda: constituição de significados em produções editoriais surdos. Dissertação de Mestrado em Educação. Porto Alegre, RS: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2012.

NUNES T.; MORENO, C. An intervention program for promoting deaf pupils’ achievement in mathematics. Journal of Deaf Studies and Deaf Education, v. 7, n. 2, p. 120-133, 2002.

PADDEN, C.; HUMPHRIES, T. Deaf in America: voices from a culture. Cambridge, MA: Harvard University Press, 1988.

PAGLIARO, C.; KRITZER, K. Discrete mathematics in deaf education: a survey to determine knowledge and use. American Annals of the Deaf, v. 150, n. 3, p. 251-259, 2005.

PEREIRA, M. C. C.; MARIA I. S. V. Bilinguismo e educação de Surdos. Revista Intercâmbio, v. 19, n. 1, p. 62-67, 2009.

PERLIN, G. T.; STROBEL, K. Teorias da educação e estudos surdos. Florianópolis, SC: CCE/UFSC, 2009.

PINHEIRO, R. C.; ROSA, M. Uma perspectiva etnomatemática para o processo de ensino e aprendizagem de alunos Surdos. RPEM, v. 5, n. 9, p. 56-83, 2016.

PINHEIRO, R. C. Contribuições do programa etnomatemática para o desenvolvimento da educação financeira de alunos Surdos que se comunicam em Libras. Dissertação de Mestrado. Departamento de Educação Matemática. Ouro Preto, MG: UFOP, 2017.

POST, T. R.; BEHR, A. J.; LESH, R. The role of rational number concepts in the development of proportional reasoning skills. Washington, DC: Report n. NSF-DPE-8470177, 1984.

RAMNARAIN, U. A. Strategies-based problem solving approach in the development of mathematical thinking. Pythagoras, v. 57, n. 1, p. 32-35, 2003.

ROSA, M. A mixed-methods study to understand the perceptions of high school leaders about English Language Learners (ELL) students: the case of mathematics. Tese de Doutorado. College of Education. Sacramento, CA: California State University, Sacramento – CSUS, 2010.

ROSA, M.; OREY, D. C. Cultural assertions and challenges towards pedagogical action of an ethnomathematics program. For the Learning of Mathematics, v. 27, n. 1, p. 10-16, 2007.

ROSA, M.; OREY, D. C. A modelagem como um ambiente de aprendizagem para a conversão do conhecimento matemático. BOLEMA, v. 26, n. 42A, p. 261-290, 2012.

SANTANA, A. P.; BERGAMO, A. Cultura e identidade surdas: encruzilhada de lutas sociais e teóricas. Educação Social, v. 26, n. 91, p. 565-582, 2005.

SCOTT-WILSON, R. A teacher’s journey into problem solving mathematics with deaf learners. Master in Education. Centre for Deaf Students. Faculty of Humanities. Johannesburg, South Africa: University of the Witwatersrand, 2009.

STROBEL, K. As imagens do outro sobre a cultura surda. Florianópolis. SC: UFSC, 2008.

STROBEL, K. História da educação de Surdos. Florianópolis, SC: UFSC, 2009.

TRAXLER, C. The Stanford achievement test: national norming and performance standards for deaf and hard-of-hearing students. Journal of Deaf Studies and Deaf Education, v. 5, n. 1, p. 337–348, 2000.

ZARFATY, Y.; NUNES, T.; BRYANT, P. The performance of young deaf children in spatial and temporal number tasks. Journal of Deaf Studies and Deaf Education, v. 9, p. 3, p. 315-326, 2004.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2020v22i2p360-389

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 Educação Matemática Pesquisa : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Ficha Catalográfica
 

Educação Matemática Pesquisa : revista do Programa
   de Estudos Pós-Graduados em Educação     Matemática. - São Paulo.
   Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - Programa de Estudos
   Pós-Graduados em Educação Matemática .
-- v.1, n.1 (1999)- .

Quadrimestral
ISSN 1983-3156

https://revistas.pucsp.br/emp

1. Matemática - Estudo e ensino - 2.Matemática - Pesquisa.
I. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.
Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática

CDD 510.7
510.72

Bibliotecária:Carmen Prates Valls CRB 8a.-556

Indexadores da Revista

     
             Anti-Plágio