Estado do Conhecimento

um estudo histórico sobre os problemas aritméticos

Autores

  • Robert Rene Michel Junior Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • David Antonio da Costa Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

DOI:

https://doi.org/10.23925/1983-3156.2024v26i1p539-567

Palavras-chave:

História da educação matemática, Problemas, Exercícios, Aritmética

Resumo

Sabe-se, atualmente, que os problemas para o ensino de matemática encontram-se presentes nos processos de ensino escolar do professor, em documentos oficiais como também em livros didáticos. Entretanto, é possível afirmar que os problemas sempre estiveram presentes nas práticas educacionais e em documentos oficiais ligados ao ensino? A partir destas ponderações iniciais, esta produção filia-se ao campo de pesquisa da História da educação matemática e tem por objetivo apresentar algumas permanências e transformações, em diferentes momentos históricos, dos sentidos e finalidades dos “problemas” para o ensino de matemática a partir de uma revisão de literatura, embasado na metodologia do Estado do Conhecimento. A partir do levantamento de trabalhos como teses, dissertações e artigos científicos, em diferentes repositórios digitais, constata-se a existência de modificações da concepção dos problemas ao longo dos tempos. Entre a transição de períodos de ensino tradicional para o Método Intuitivo, não há menção ao termo problemas. Posteriormente, o termo problemas se apresenta como sinônimo de exercícios, para o ensino de aritmética. Em tempos escolanovistas, por outro lado, os problemas foram se dissociando dos exercícios. Ganharam tanto um caráter de apoio ao ensino, como também se estruturam como um método de ensino a ser seguido. Contemporaneamente, por fim, a resolução de problemas ganha espaço nas pesquisas em Educação Matemática.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Robert Rene Michel Junior, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Mestre em Educação Matemática

David Antonio da Costa, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Doutor em Educação Matemática

Referências

Bertini, L. de F. (2019). Os problemas na “matemática para ensinar ensinada” em cursos de formação de professores para o ensino primário (décadas de 1920 e 1930). HISTEMAT, 5(1), 5–19. https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/197216

Bertini, L de F., & Rocha, I. L. da (2018). “Resolução De Problemas Pelas Equações Algébricas”: a proposta de Tito Cardoso de oliveira para o ensino das operações. Revista de História da Educação Matemática, 4(3). https://histemat.com.br/index.php/HISTEMAT/article/view/234

Bertini, L. de F., & Souza, A. F. (2021). Mas afinal o que são problemas? Uma análise histórica sobre mudanças em definições, finalidades e tipologias. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, 12(5), 1–19. https://doi.org/10.26843/rencima.v12n5a08

Bertini, L. de F., & Valente, W. R. (2021). Problemas Aritméticos como elementos da Matemática do Ensino. Cadernos CEDES, 41(115), 230–238. https://doi.org/10.1590/cc245623

Bianchini, E. (2022). Matemática Bianchini: Manual do Professor - 6° ano. 10a ed. FTD.

Costa, D. A. da., & Valente, W. R. (2015). O Repositório de Conteúdo Digital nas pesquisas de história da educação matemática. RIDPHE_R Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo, 1(1), 96–110. https://doi.org/10.20888/ridphe_r.v1i1.9231

Faria, J. E. S. (2011). O Ensino de Matemática da Academia de Comércio de Santa Catarina na década de 1930 e 1940. [Dissertação de Mestrado em Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação].

Fernandes, E., & Carvalho, M. (2021). As orientações propostas nos documentos alagoanos para o ensino de problemas aritméticos a partir da década de 50. Tangram, 4(3), 25–42. https://doi.org/10.30612/tangram.v4i3.13609

Fernandes, E. P. (2017). Os problemas aritméticos e os métodos pedagógicos: pontos para um diálogo sobre a história da educação matemática no ensino primário alagoano (1924 - 1952). [Dissertação de Mestrado em Educação, Universidade Federal de Alagoas].

Fernandes, E. P., & Carvalho, M. (2019). Resolução de problemas aritméticos: método analítico ou sintético? O que revelam as revistas e documentos oficiais alagoanos (1924-1930). Revista Cocar, 6, 73–94. https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/2476

Ferreira, N. S. de A. (2002). As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educacao & sociedade, 23(79), 257–272. https://doi.org/10.1590/s0101-73302002000300013

Giovanni, J. R., Jr., & Castrucci, B. (2018). A Conquista da Matemática: Manual do professor - 6° ano (4o ed). Editora FTD.

Giusti, B. L. R., & Souza, A. F. de. (2022). Escritos de Thereza Pereira Rocha: de Pestalozzi à Thorndike, saberes para ensinar problemas aritméticos. Ensino em re-vista, 29, e017. https://doi.org/10.14393/er-v29a2022-17

Hsia, Y. W. (2013). Resolução de problemas: um estudo sobre seu processo evolutivo nos Estados Unidos, na China e no Brasil. [Tese de Doutorado em Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo].

Morais, R. dos S. M. (2015). O processo constitutivo da Resolução de Problemas como uma temática da pesquisa em Educação Matemática: um inventário a partir de documentos dos ICMEs. [Tese de Doutorado em Educação Matemática, Universidade Estadual Paulista]. https://repositorio.unesp.br/items/695e90f6-ea9a-4110-9be3-afbed34c4548

Pavarin, K. C. dos S. (2022). Os Problemas de Aritmética nos livros didáticos: finalidades de uso (1890-1920). Revista de História da Educação Matemática, 8, 1–15. https://histemat.com.br/index.php/HISTEMAT/article/view/502.

Pavarin, K. C. dos S. (2020). Problemas de aritmética em tempos de Aritmética Intuitiva: uma análise em livros didáticos (1890-1930). [Dissertação de Mestrado em Ciências, Universidade Federal de São Paulo]. https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/222267.

Pinheiro, N. V. L. (2021). Do cálculo ao problema: um caminho a trilhar a partir de resultados científicos. Ciência & Educação (Bauru), 27. https://doi.org/10.1590/1516-731320210038.

Ramos, R. A. (2011). Dicionário Didático de Língua Portuguesa (2o ed). Edições SM.

Rocha, A. C. S. M. (2021). Os Problemas Matemáticos como um Elemento da Graduação dos conteúdos no Ensino Primário: Minas Gerais, Alda Lodi, 1941. Revista de História da Educação Matemática, 7, 1–18. https://histemat.com.br/index.php/HISTEMAT/article/view/402.

Rocha, A. C. S. M., & Valente, W. R. (2020). Inteligência, Raciocínio e Problemas Matemáticos: notas sobre um debate a partir das anotações de Alda Lodi. REMATEC, 15(34), 173–194. https://doi.org/10.37084/rematec.1980-3141.2020.n34.p173-194.id269

Rocha, I. L. (2019). Álgebra para resolver problemas: as propostas de Otelo de Souza Reis e Tito Cardoso de Oliveira, década de 1910 [Dissertação de Mestrado em Ciências, Universidade Federal de São Paulo]. https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/201746

Rocha, I. L., & Bertini, L. de F. (2019). Álgebra no Ensino Primário Brasileiro: sua relação com os problemas de aritmética no início do século XX. Revista de História da Educação Matemática, 5(3). https://histemat.com.br/index.php/HISTEMAT/article/view/289.

Romanowski, J. P., & Ens, R. T. (2006). As Pesquisas Denominadas do tipo “Estado da Arte” em Educação. Revista diálogo educacional, 6(19), 37–50. https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=189116275004.

Rosa, N. G., Silva, M. B. O., & Búrigo, E. Z. (2017). Cadernos Escolares: problemas aritméticos no ensino de matemática em um diário escolar dos anos 1950. Revista de História da Educação Matemática, 3(1). https://histemat.com.br/index.php/HISTEMAT/article/view/140

Souza, A. F. (2017a). Discursos para ensinar problemas aritméticos (São Paulo, 1890-1930). Dissertação de Mestrado em Ciências, Universidade Federal de São Paulo]. https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/178612.

Souza, A. F. (2017b). Sintético ou analítico: como ensinar problemas de aritmética? (São Paulo, 1920). HISTEMAT, 3(1), 196–211. https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/189564

Souza, A. F. (2021). Uma história dos problemas aritméticos: mudanças no saber profissional do professor que ensina matemática (1870-1960) [Tese de Doutorado em Ciências, Universidade Federal de São Paulo]. https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/230713

Souza, A. F. (2020). Um tango que virou samba: Victor Mercante e as apropriações para ensinar problemas aritméticos (São Paulo, 1929-1952). Revista de História da Educação Matemática, 6(3), 73–85. https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/218972

Virgens, W. P. (2014). A Resolução de Problemas de Aritmética no Ensino Primário: um estudo das mudanças no ideário pedagógico (1920-1940). [Dissertação de Mestrado em Ciências, Universidade Federal de São Paulo].

Vosgerau, D. S. R., & Romanowski, J. P. (2014). Estudos de revisão: implicações conceituais e metodológicas. Revista diálogo educacional, 14(41), 165. https://doi.org/10.7213/dialogo.educ.14.041.ds08

Waldrigues, R. C. G. (2010). A resolução de Problemas de Matemática nas séries iniciais do ensino de primeiro grau na rede estadual de ensino do Estado do Paraná na década de 1970: um estudo histórico cultural. [Dissertação de Mestrado em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Paraná].

Publicado

2024-04-30