Processos de Formação Colaborativa em foco no campo Conceitual Multiplicativo: um caminho possível com professoras polivalentes

Aparecido dos Santos

Resumo


Este estudo teve por objetivo compreender as contribuições que um processo formativo, pautado na espiral ação-reflexão-planejamento-ação, podem trazer para a reflexão na e sobre a prática de professoras polivalentes no âmbito do Campo Conceitual Multiplicativo. Para tanto, construímos nosso referencial sustentado em dois pilares teóricos: (a) na Teoria dos Campos Conceituais e (b) nas teorias que versam sobre a formação continuada de professores. A partir de uma abordagem qualitativa, a pesquisa foi realizada com um grupo constituído por três pesquisadores/formadores e 14 professoras polivalentes de uma escola da rede pública estadual, do município de São Paulo e desenvolveu em duas etapas: a diagnóstica e a formativa. A primeira investigou as concepções dessas professoras em relação ao ensino e à aprendizagem do Campo Conceitual Multiplicativo; a segunda, por meio da observação participante, procurou investigar as contribuições de um processo formativo para mudanças nas práticas pedagógicas, no decorrer de 16 encontros. As informações que constituíram o corpus para análise foram coletadas por meio de diferentes instrumentos. A pesquisa procurou responder à questão: “Quais as contribuições que um processo formativo, pautado na espiral ação-reflexão-planejamento-ação, podem trazer para a reflexão na e sobre a prática de professores polivalentes no âmbito do Campo Conceitual Multiplicativo”. Com relação à apropriação e expansão do Campo Conceitual Multiplicativo, a análise das informações forneceu elementos para sustentar que o processo formativo contribui para avanços quantitativos e qualitativos, o que significou para as professoras a ressignificação e a ampliação das suas concepções em relação ao ensino e à aprendizagem desse campo, tanto do ponto de vista conceitual, didático e cognitivo, como do ponto de vista do seu desenvolvimento curricular. As análises das informações coletadas conduziram para a identificação de alguns elementos que foram definidores da categoria aprendizagem docente. Foi possível observar que essa aprendizagem se deu na interface de quatro dimensões: (a) na relação professor-estudante; (b) na relação professorprofessor-pesquisadores/formadores; (c) no confronto entre a teoria e prática; e (d) na reflexão sobre a prática pedagógica, sobretudo no processo de reflexão desencadeada a partir da análise compartilhada das práticas de sala de aula. A investigação mostrou que um processo formativo pautado em um campo específico da Matemática é importante como detonador desse processo, mas que as suas contribuições vão além dessas reflexões específicas, quando se tomaram as práticas de sala de aula como objeto de análise compartilhada, de reflexão e de problematização. A ressignificação e a transformação das práticas pedagógicas foram sendo percebidas na medida em que avançava a interação discursiva entre todos os participantes nos momentos das ações: teórica, prática e reflexiva.

Campo Conceitual Multiplicativo; processos formativos; práticas docentes; professoras polivalentes.

Based on the spiral model of action-reflection-planning-action, this work aimed to investigate the contributions of formative process to the reflection on/about the practice of, when taking the as a mathematical. In order to do so, we supported our system of references in two pillars: a) the conceptual field theory; b) the teacher continuing education. From a qualitative approach, this research was carried with a group of 03 researchers/trainers and 14 polyvalent’s teachers of a state school in São Paulo. In addition to this, it was developed in both diagnostic and formative stages: the former investigated the teachers’ assumptions about teaching and learning multiplicative conceptual field; the latter, accomplished in 16 meetings, attempted to examine how formative process contributes to changes in pedagogical practices through participatory observations. The corpus of analysis was composed by different means. The research aimed to answer the main question: considering the spiral model of action-reflection-planning-action, what are the contributions of formative process to polyvalent teaching practice, when taking the multiplicative conceptual field as a mathematical? In relation to the acquisition and expansion of multiplicative concepts, the analysis stated that the formative process contribute to the quantitative and qualitative improvements, which meant a ressignification and enlargement of teachers’ assumptions towards the teaching/learning process, in both conceptual, pedagogical and cognitive view-point and curricular development. The results identified some aspects which defined the teacher’s learning category. It was observed that this learning took place in four-dimensional interaction: a) in the relation between teacher-student; b) in the relation among teacher-teacher-researchers/trainers; c) in the confrontation of theory and practice; d) on the reflection about the pedagogical practice, especially in the thinking process initiated from the sharing analysis of classroom practices. The investigation revealed that the formative process based on a specific field of Mathematics is an important prompter of such process, although its contributions go beyond this particular thinking, when taking the classroom practices as an object of sharing analysis, reasoning and problematization. The ressignification and transformation of pedagogical practices were being perceived as the discursive interaction improved the theoretical, practicing and reflexive courses of action among all the participants.

Keywords: Multiplicative conceptual field; Formative process; Teaching practices; Polyvalent’s teachers.

Texto completo:

HTML

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais



INDEXADORES DA REVISTA
     
             Anti-Plágio