v. 41, n. 1 (2020)

Apesar da importância da língua de sinais para os surdos, ela veio a ser reconhecida como língua em 1960, através do trabalho desenvolvido por Stokoe com a publicação do Dicionário de Língua de Sinais Americana. No Brasil, o reconhecimento da Língua Brasileira de Sinais (Libras) ocorreu recentemente em 2002, com a Lei de Libras, n. 10.436. A importância do contato com língua para as crianças surdas é essencial assim como para qualquer criança ouvinte. As crianças, no convívio com a comunidade linguística, se relacionam, falam e se comunicam em sua língua materna, aprendida com rapidez até os cinco anos de idade. Historicamente, isso não tem sido uma realidade para as crianças surdas privadas do contato com a língua de sinais. O diálogo entre direito e cidadania, direito e diversidade, direito e valorização humana, direito e escolarização de qualidade, há anos faz parte de momentos notadamente importantes na luta pelos direitos dos surdos. Reconhecer e aceitar a Língua de Sinais é um dos passos da luta pelos direitos à educação igual para todos, valores propostos pela educação inclusiva, herança da modernidade e gradual conquista aos direitos humanos. É preciso também aceitar e considerar a cultura, a identidade, a visão de mundo do sujeito surdo; assim como a sua segunda língua, no Brasil, a Língua Portuguesa.  Os esforços, a consolidação e o êxito de uma educação bilíngue para surdos se fazem, portanto, irreversíveis. Com a finalidade de refletir, analisar e problematizar as práticas com educação dos surdos, é que se propõe esta temática: "Bilinguismo para surdos: um olhar social, educacional e linguístico". Buscamos com isso trazer experiências e discussões sobre as práticas bilíngues em escolas do Brasil e de outros países, refletir sobre as necessidades sociais, educacionais e linguísticas dos surdos assim como os determinantes históricos, sociais, linguísticos e culturais que influenciam na educação bilíngue dos surdos.

Sumário

Apresentação

 
PDF

Artigos

Antonio Luiz Alencar Miranda, Ana Rosária Soares da Silva, Shirlane Maria Batista da Silva Miranda
PDF
Neuma Chaveiro, Dolors Rodríguez-Martín, Juliana Guimarães Faria
PDF
Michelle Sousa Mussato, Claudete Cameschi
PDF
Milene Galvão Bueno, Kleber Aparecido da Silva
PDF
Alessandra de Azevedo Costa Calixto, Joseane dos Santos do Espírito Santo, Rita de Cássia Souto Maior
PDF
Severina Batista de Farias Klimsa, Bernardo Luís Torres Klimsa
PDF
Fabíola Sucupira Ferreira Sell, Gabriele Cristine Rech
PDF
Lucas Eduardo Marques Santos, Fabíola Ap. Sartin Dutra Parreira Almeida
PDF
Larissa Pereira Gonçalves, Esmeralda Figueira Queiroz
PDF
Milena Maria Pinto, Lara Ferreira dos Santos
PDF
Ana Paula Rodrigues Bastos, Lilian Cristine Hubner
PDF
Reinildes Dias, Eva dos Reis Araújo Barbosa
PDF
Falk Soares Ramos Moreira
PDF