CORPOS QUE DESASSOSSEGAM O CURRÍCULO DE BIOLOGIA: (DES)CLASSIFICAÇÕES ACERCA DE SEXUALIDADE E GÊNERO

Elaine de Jesus Souza, Priscila Gomes Dornelles, Dagmar Elisabeth Estermann Meyer

Resumo


O artigo é parte de uma pesquisa que analisou discursos sobre sexualidade, gênero e corpo em um currículo de Licenciatura em Biologia de uma Universidade pública, a partir da incorporação da Educação Sexual na matriz curricular. Fundamenta-se nos estudos culturais e feministas pós-estruturalistas e nosso objetivo, aqui, é problematizar discursos essencialistas e (des)classificações acerca de sexualidade, gênero e corpo que são veiculados nesse currículo. Trata-se de uma pesquisa qualitativa que envolveu a realização de grupos focais e entrevistas semiestruturadas com licenciandos/as e egressos/as desse curso. Com a análise foucaultiana do discurso, evidenciamos o tensionamento da “natureza” do corpo e do sexo, no currículo, argumentando que isso produz outros modos de compreensão conceitual e política de gênero e sexualidade, contribuindo para uma formação docente comprometida com a vida e(m) democracia.


Palavras-chave


Sexualidade; Gênero; Corpo; C-urrículo; Biologia

Texto completo:

PDF

Referências


BUTLER, Judith. Défaire le Genre. Paris: Éditions Amsterdam, 2006.

BUTLER, Judith. Inversões sexuais. In: PASSOS, Isabel C. Friche (Org.). Poder, normalização e violência: incursões foucaultianas para a atualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2008. p. 91-108.

CARVALHO FILHO, Evanilson Gurgel de; MAKNAMARA, Marlécio. Falhas e rupturas de gênero e de sexualidade nos currículos: por onde passa a luz? In: PARAÍSO, Marlucy Alves; SILVA, Maria Carolina da (Orgs.). Pesquisas sobre currículos, gêneros e sexualidades. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2018. p. 345-362.

CASTRO, Roney Polato de. Experiência e constituição de sujeitos docentes: relações de gênero, sexualidade e formação em Pedagogia. Orientador: Anderson Ferrari. 2014. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2014.

COSTA, Marisa Vorraber. Currículo e política cultural. In: COSTA, Marisa Vorraber (Org.). O currículo nos limiares do contemporâneo. 4. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2005. p. 37-67.

DAL’IGNA, Maria Cláudia; KLEIN, Carin; MEYER, Dagmar Estermann. Generificação das práticas curriculares: uma abordagem feminista pós-estruturalista. Currículo sem Fronteiras, v. 16, n. 3, p. 468-487, set./dez. 2016. Disponível em: http://www.curriculosemfronteiras.org/vol16iss3articles/daligna-klein-meyer.pdf. Acesso em: 15 maio 2020.

DORNELLES, Priscila Gomes. A (hetero)normalização dos corpos em práticas pedagógicas na Educação Física escolar. Orientadora: Dagmar Elisabeth Estermann Meyer. 2013. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

DORNELLES, Priscila Gomes; DAL’IGNA, Maria Cláudia. Gênero, sexualidade e idade: tramas heteronormativas nas práticas pedagógicas da educação física escolar. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 41, n. especial, p. 1585-1599, dez. 2015.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Foucault e a análise do discurso em educação. Cadernos de Pesquisa, Rio de Janeiro, n. 114, p. 197-223, 2001.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. 42. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. 8. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2015a.

FOUCAULT, Michel. Ditos e escritos IV: estratégia, poder-saber. 3. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2015b.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 1: a vontade do saber. 2. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2015c.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. 10. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2016.

GOELLNER, Silvana Vilodre. A produção cultural do corpo. In: LOURO, Guacira Lopes; FELIPE, Jane; GOELLNER, Silvana Vilodre (Orgs.). Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo na educação. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2013. p. 30-42.

HARAWAY, Donna. Manifesto ciborgue: ciência, tecnologia e feminismo-socialista no final do século XX. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. Antropologia do ciborgue: as vertigens do pós-humano. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2016. p. 33-118.

LOURO, Guacira Lopes. Pedagogias da sexualidade. In: LOURO, Guacira Lopes (Org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2000. p. 7-34.

LOURO, Guacira Lopes. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.

LOURO, Guacira Lopes. Flor de açafrão: takes, cuts, close-ups. Belo horizonte: Autêntica, 2017.

MAKNAMARA, Marlécio. Currículo, gênero e nordestinidade: o que ensina o forró eletrônico? Orientadora: Marlucy Alves Paraíso. 2011. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2011.

MEYER, Dagmar Elisabeth Estermann. Teorias e políticas de gênero: fragmentos de histórias e desafios atuais. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 57, n. 1, p. 13-18, jan./fev. 2004.

MEYER, Dagmar Elisabeth Estermann. Abordagens pós-estruturalistas de pesquisa na interface educação, saúde e gênero: perspectiva metodológica. In: MEYER, Dagmar Elisabeth Estermann; PARAÍSO, Marlucy Alves (Orgs.). Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação. 2. ed. Belo Horizonte: Mazza, 2014. p. 49-63.

NICHOLSON, Linda. Interpretando o gênero. Estudos Feministas, Florianópolis, v. 8, n. 2, 2000. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ref/article/view/11917/11167. Acesso em: 15 maio 2020.

PARAÍSO, Marlucy Alves (Org.). Pesquisas sobre currículos e culturas: temas, embates, problemas e possibilidades. Curitiba: CRV, 2010.

SALIH, Sara. Judith Butler e a teoria queer. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

SCOTT, Joan. Os usos e abusos do gênero. Projeto História, São Paulo, n. 45, p. 327-351, dez. 2012. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/revph/article/view/15018/11212. Acesso em: 15 maio 2020.

SILVA, Tomaz Tadeu. O currículo como fetiche: a poética e a política do texto curricular. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

SILVA, Tomaz Tadeu. A produção social da identidade e da diferença. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 15. ed. Petrópolis: Vozes, 2014. p. 73-102.

SILVA, Tomaz Tadeu. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.




DOI: https://doi.org/10.23925/1809-3876.2021v19i1p278-300

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais