Leituras de Práticas como um modo de pensar a Educação Matemática na formação continuada de professores<br>Readings of practices as a way of thinking about mathematics education in teacher continuing education

Autores

DOI:

https://doi.org/10.23925/10.23925/1983-3156.2020v22i2p341-359

Palavras-chave:

Educação, Matemática, Formação de professores, Leituras-de-práticas

Resumo

Resumo

Este artigo, orientado pela pergunta “O que é isto, Leituras de Práticas na educação matemática como fenômeno formativo?”, apresenta aspectos de uma pesquisa que teve por objetivo estudar práticas de alfabetização matemática de professoras da rede pública de ensino, adotando para isso uma abordagem fenomenológica. O dispositivo formativo Leituras de Práticas tem semelhanças com os que foram estudados por João Pedro da Ponte e seus colaboradores sob o título de Estudo de Aula e Investigação sobre a Própria Prática. Escolheu-se direcionar a atenção à contribuição das Leituras de Práticas para a formação de professores, por terem se revelados potenciais tanto no estudo teórico quanto na análise dos dados constituídos pela expressão de três alfabetizadoras. Do estudo analítico reflexivo, constatou-se que as ações intencionais para o ensino da matemática e o cuidado com a alfabetização matemática são favorecidos ao se evidenciar as leituras de práticas como fenômeno formativo.

Palavras-chave: Formação do professor de matemática, Leituras de práticas, Campo fenomenal escolar.

Abstract

This article, guided by the question “What is this, Reading of Practices in mathematics education as a formative phenomenon?”, presents aspects of a research that aimed to study mathematical literacy practices of public school teachers, adopting for this purpose a phenomenological approach. The formative device Readings of Practices has similarities to those studied by João Pedro da Ponte and his collaborators under the title Estudo de Aula e Investigação Sobre a Própria Prática (Classroom Study and Research on Own Practice). Iwe chose to focus on the contribution of the Readings of Practices to teacher training, as they proved to be potential both in the theoretical study and in the analysis of the data constituted by the expression of three literacy teachers. From the reflective analytical study, we found that intentional actions for mathematics teaching and care for mathematical literacy are encouraged when evidencing the readings of practices as a formative phenomenon.

Keywords: Mathematics teacher education, Readings of Practices, School phenomenal field.

 

Resumen

Este artículo, guiado por la pregunta “¿Qué es esto, la Lectura de Prácticas en educación matemática como fenómeno formativo?”, presenta aspectos de una investigación que tuvo como objetivo estudiar las prácticas de alfabetización matemática de docentes de escuelas públicas, adoptando para ello un enfoque fenomenológico. El dispositivo formativo Lecturas de Prácticas tiene similitudes con las estudiadas por João Pedro da Ponte y sus colaboradores bajo el título Estudo de Aula e Investigação Sobre a Própria Prática (Estudio de aula e investigación sobre la propia práctica). Elegimos centrarnos en el aporte de las Lecturas de Prácticas a la formación docente, pues resultaron ser potenciales tanto en el estudio teórico como en el análisis de los datos constituidos por la expresión de tres alfabetizadoras. A partir del estudio analítico reflexivo, encontramos que las acciones intencionales para la enseñanza de las matemáticas y el cuidado de la alfabetización matemática se fomentan al evidenciar las Lecturas de Prácticas como fenómeno formativo.

Palabras clave: Formación de profesores de matemáticas, Lectura de prácticas, Campo fenomenal escolar.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lidiane Conceição Monferino Mancini, Universidade Federal do Paraná

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Tuiuti do Paraná (2004); Especialização em Psicopedagogia pela Faculdade Bagozzi (2008); Mestrado em Educação Matemática pela Universidade Federal do Paraná (2019) e Doutoranda em Educação Matemática pela Universidade Federal do Paraná. Atualmente é professora das séries iniciais, concursada pela Prefeitura Municipal de Curitiba. Tem experiência com a Formação de Professores alfabetizadores de Matemática e Língua Portuguesa. Autora de material didático para a Pedagogia a Distância da Universidade Positivo, sob o título "Alfabetização e Letramento: conceitos"; material didático para o PNLD 2019 e capítulo de livro intitulado "Construção Permanente da Docência: a Escola como Campo Fenomenal Formativo". É membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Formação de Professores (GEForProf)..

Luciane Ferreira Mocrosky, Universidade Federal do Paraná e Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (1989), Mestrado em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho -UNESP/Rio Claro -(1997) e Doutorado em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho -UNESP/Rio Claro -(2010) . Atualmente é professora Titular da Carreira EBTT na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, no Programa de Pós Graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica (PPGFCET-UTFPR) e no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciência e em Matemática da Universidade Federal do Paraná (PPGECM-UFPR) . Tem experiência na área de Educação com ênfase em Educação Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Matemática, Ensino e Aprendizagem da Matemática , Formação de Professores e Educação Profissional. É membro dos seguintes Grupos de Pesquisa: Fenomenologia em Educação Matemática (FEM), Grupo de Estudos e Pesquisa em Formação de Professores (GEForProf) e Grupo de Pesquisa sobre Tecnologias na Educação Matemática e do Grupo de Estudos (GPTEM).

Referências

FULLAN, M.; HARGREAVES, A. A escola como organização aprendente: buscando uma educação de qualidade. 2a ed. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

GARNICA, A. V. M. Algumas notas sobre pesquisa qualitativa e fenomenologia. São Paulo, Interface–Comunicação, Saúde e Educação, v. 1, n. 1, 1997. São Paulo.

HEIDEGGER, M. Ser e Tempo: Parte I. Petrópolis: Vozes, 1988.

MERLEAU-PONTY, M. Fenomenologia da percepção. 2a ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

MOCROSKY, L.F . A postura fenomenológica de pesquisar em Educação Matemática. In: KALINKE, M.A; MOCROSKY, L.F.(Org) Educação Matemática: pesquisas e possibilidades. Curitiba: Ed. UTFPR, 2015.

MONFERINO, L. C. Leituras de práticas na alfabetização matemática: um fenômeno formativo [recurso eletrônico]. Curitiba, 2019. Disponível em https://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/65861/R%20-%20D%20-%20LIDIANE%20CONCEICAO%20MONFERINO%20MANCINI.pdf?sequence=1&isAllowed=y Acesso em 20 mar de 2020.

MONFERINO, L. C.; MOCROSKY, L. F.. Construção Permanente da Docência: a escola como campo fenomenal formativo. In: PEREIRA, A. L.; JESUZ, D. A. F.; GABRIEL, F. A.; FREIRE, L. I. F. Docência: processo de aprender e ensinar. Rio de Janeiro: Editora Multifoco, 2018.

NACARATO, A. M. A matemática nos anos iniciais do ensino fundamental: tecendo fios do ensinar e do aprender. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

PONTE, J. P. da. Investigar a nossa própria prática. In: GTI (Org) Reflectir e investigar sobre a prática profissional. p.5–28, 2002. Lisboa: APM.

PONTE, J. P. da. Investigar, ensinar e aprender. Actas do ProfMat, 2003. Lisboa: APM.

PONTE, J. P. da; QUARESMA, M.; MATA-PEREIRA, J.; BAPTISTA, M. O Estudo de Aula como Processo de Desenvolvimento Profissional de Professores de Matemática. Bolema, v. 30, n. 56, p. 868–891, 2016. Rio Claro.

QUARESMA, M.; PONTE, J. P. DA; BAPTISTA, M.; MATA-PEREIRA, J. O estudo de aula como processo de desenvolvimento profissional. 1a ed. Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, 2014.

SHULMAN, L. Conhecimento e ensino: fundamentos para a nova reforma. Cadernos Cenpec, v. 4, p. 1996–229, dez. 2015. São Paulo. Disponível em: http://cadernos.cenpec.org.br/cadernos/index.php/cadernos/article/view/293. Último acesso em: 10 fev. 2010.

Downloads

Publicado

2020-08-27

Como Citar

MONFERINO MANCINI, L. C.; MOCROSKY, L. F. Leituras de Práticas como um modo de pensar a Educação Matemática na formação continuada de professores&lt;br&gt;Readings of practices as a way of thinking about mathematics education in teacher continuing education. Educação Matemática Pesquisa Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática, São Paulo, v. 22, n. 2, p. 341–359, 2020. DOI: 10.23925/10.23925/1983-3156.2020v22i2p341-359. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/emp/article/view/47820. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos