Filosofias da Diferença e Educação Matemática: Conversas Possíveis e Inventadas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.23925/1983-3156.2022v24i2p600-617

Palavras-chave:

Educação Matemática, Nietzsche, Docência, Filosofias da Diferença.

Resumo

Este artigo entrelaça uma Educação Matemática com as Filosofias da Diferença. Dito de outra maneira, trata-se de pensar uma Educação Matemática (entre tantas) que se torna possível ao ter Nietzsche, Foucault e Deleuze como intercessores de uma filosofia que produz questionamentos e deslocamentos. Através de uma filosofia afirmativa, propositiva, legada de Nietzsche, este artigo apresenta um resumo de três teses desenvolvidas num grupo de pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Sul que discute Educação Matemática e as filosofias da diferença e a aula e a docência e... Esta apresentação não pretende servir de modelo a pesquisas outras, tampouco substituir uma verdade que dita quem é o bom professor de matemática, quais as funções da Educação Matemática ou o Currículo que hierarquiza saberes e direciona condutas. Nosso desejo é partilhar condições de inquirir o que pode uma Educação Matemática em meio às filosofias da diferença e quais os espaços para pensar uma Educação que não seja apenas reprodução.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Gilberto Silva dos Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutorando em Educação em Ciências pelo programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde (PPGQVS/UFRGS).

Mestre em Educação em Ciências (PPGQVS/UFRGS).

Licenciado em Matemática - UFRGS

Professor de matemática na RME SMED/POA.

Virgínia Crivellaro Sanchotene, Prefeitura Municipal de Porto Alegre

Doutora em Educação

Docente da RME/SMED/POA

Samuel Edmundo Lopez Bello, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutor em Educação Matemática

Docente dos programas de pós-graduação em Educação e Educação em Ciências

Referências

Aurich, G. D. R. (2017). Reescrita de si: a invenção de uma docência em matemática. Tese (doutorado em educação). https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/169285.

Bello, S. E. L., Sanchotene, V. C. (2018). Pensamento e verdade na Educação (Matemática): conversações com Foucault e Deleuze. Revista de Educação, Ciência e Cultura, 23(1), p. 141-147, revistas.unilasalle.edu.br/index.php/Educacao/article/view/4197/pdf.

Deleuze, G. (2002). Em quê a filosofia pode servir a matemáticos, ou mesmo a músicos: mesmo e sobretudo quando ela não fala de música ou de matemática. Trad. Tomaz Tadeu. Educação e Realidade, 27(2), p. 225-226. https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/31078/19290.

Deleuze, G. (1991). A dobra: Leibniz e o Barroco. Trad. L. Orlandi, Papirus.

Deleuze, G. (2006) Diferença e Repetição. Trad. L. Orlandi e R. Machado. 2 Ed. Rio de Janeiro, Graal.

Deleuze, G. (2018). Nietzsche e a filosofia. Trad. Mariana de Toledo Barbosa, Ovídio de Abreu Filho. n-1 edições.

Foucault, M. (1988). Microfísica do Poder. Trad. Roberto Machado. Rio de Janeiro: Ed. Graal.

Gallo, S. (2021). Entrevista disponível em: https://youtu.be/4cAPViU9bGQ

Genette, G. (2016). Palimpsestos: a literatura de segunda mão. Trad. Luciene Guimarães e Maria Antônia Ramos Coutinho. Faculdade de Letras.

Nietzsche, F. (2005a). Além do bem e do mal. Trad. Paulo César de Souza. Companhia das Letras.

Nietzsche, F. (2009). Escritos sobre educação. Trad. Noéli Correia de Melo Sobrinho. Loyola.

Nietzsche, F. (2009). Genealogia da moral. Trad. Paulo César de Souza. Companhia das letras.

Nietzsche, F. (2005b). Humano, demasiado humano. Trad. Paulo César de Souza. Companhia das Letras.

Sanchotene, V. C. (2022). Matemática como hipotexto: inventário e invenções. Tese (doutorado em educação). https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/236396.

Santos, G. S. (2021). Pedagogia da Realidade e Educação Matemática: entre as docências escrava e nobre. Tese (doutorado em educação em ciências). http://hdl.handle.net/10183/224586.

Santos, G. S.; Bello, S. E. L. (2021). Docências escrava e nobre: filosofia e educação. In: Reflexão e ação.

Santos, G. S., Sperrhake, R., Bello, S. E. L. (2018). Grupo de pesquisa Praktiké: educação e currículo em ciências e matemática. In: SANTOS, G. S., SPERRHAKE, R. & BELLO, S. E. L. (orgs.). Abordagens Filosóficas Contemporâneas em Educação: docências, matemáticas e subjetivações. Oikos, p. 3. https://oikoseditora.com.br/obra/index/id/939.

Sobrinho, N. C. M. (2012). Apresentação. Nietzsche, Friedrich. Escritos sobre educação. Trad. Noéli Correia de Melo Sobrinho. Loyola, p. 7-48.

Downloads

Publicado

2022-08-31

Edição

Seção

Número especial: Filosofia da Educação Matemática –2022