COMPETÊNCIAS MATEMÁTICAS IMPLICADAS EM ATIVIDADES DE TRABALHO INFORMAL EM SITUAÇÃO DE EXCLUSÃO SOCIAL: INFLUÊNCIA DE VARIÁVEIS CULTURAIS RELACIONADAS AO GÊNERO NO DESENVOLVIMENTO OU INIBIÇÃO DESSAS COMPETÊNCIAS

Valdir Pretto, Jean-Claude Régnier, Nadja Maria Acioly-Régnier

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar uma analise de conhecimentos matemáticos desenvolvidos à partir de atividades de trabalho de sujeitos pouco escolarizados em situações de exclusão social. Este trabalho se insere no campo de pesquisa cultura e cognição, nas temáticas incluindo questões de gênero, e dos trabalhos de pesquisa desenvolvidos pelo grupo de Recife (Carraher, Nunes e Schliemann e colaboradores) e do programa de pesquisas da etnomatematica liderado por Ubiratan D’Ambrosio. Do ponto de vista metodológico realizou-se observações etnográficas em vários contextos de trabalho (catadores de lixo, costureira, torneiro mecânico) e entrevistas videografadas, inspiradas da entrevista de autoconfrontação, com o objetivo de compreender os conhecimentos matemáticos implícitos às várias atividades. Os resultados mostram alguns conhecimentos matemáticos específicos desenvolvidos em função de necessidades de sobrevivência e de contextos que favoreciam o desenvolvimento dessas atividades profissionais. Destacou-se ainda um desenvolvimento ou inibição de competências cognitivas em função de valores sociais que encorajavam ou inibiam essas atividades em função do gênero.

Palavras-chave


exclusão social; competências matemáticas, aprendizagens informais, questões de gênero.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM