A orquestração instrumental de uma situação matemática para o EFII
Orchestration instrumental of a mathematical situation for EFII

Sonia Barbosa Camargo Igliori, Marcio Vieira de Almeida

Resumo


Este artigo apresenta uma pesquisa destinada à formação de professores do EFII. Essa formação foi concebida para tratar da relação professores, estudantes e tecnologia sob a lente teórica da orquestração instrumental. Para isso foram elaborados uma situação matemática envolvendo a problemática do teorema de Euler para poliedros e recursos construídos com o software GeoGebra. Foram também propostas orquestrações instrumentais para orientar o desenvolvimento da situação matemática. Os procedimentos metodológicos foram levantamento bibliográfico, leituras e análises, internos a uma pesquisa teórica. O objetivo da pesquisa foi apresentar uma proposta de ensino, contendo recursos digitais para abordar um conteúdo de geometria espacial para o ensino fundamental II e com um modo de exploração desses recursos suportado em uma teoria da educação matemática. Consideramos que o resultado atende esse objetivo, pois a situação possibilita a exploração de vários conceitos matemáticos e a formação de atitudes frente a esses conhecimentos, os recursos são suficientemente ricos para auxiliar a condução da situação matemática e as propostas de orquestração complementam as ideias dos autores para a formação pretendida. Além disso possibilita a divulgação da orquestração instrumental entre formadores de professores de matemática da educação básica, comunidades de prática de professores e entre professores em formação, pois será disponibilizado no espaço digital ensinodematematica.com.


Palavras-chave


Formação de Professores; Ensino Fundamental II; Teorema de Euler para Poliedros; Pesquisa Teórica; Orquestração Instrumental

Texto completo:

PDF

Referências


ABAR, C. A. A. P; IGLIORI, S. B. C.. A reflexão e a prática no ensino - Matemática. 1. ed. São Paulo: Blucher, 2012. v. 1. 168p.

BRASIL. Ministério da Educação e Desporto. Secretaria da Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais Primeiro e Segundo Ciclos do Ensino Fundamental – Matemática. Brasília: MEC/SEF, 1997.

DRIJVERS, P.; DOORMAN, M.; BOON, P.; REED, H.; GRAVEMEIJER, K.. The teacher and the tool: instrumental orchestrations in the technology-rich mathematics classroom. Educational Studies in mathematics, v. 75, n. 2, p. 213-234, 2010.

DUVAL, R.. Registros de representações semióticas e funcionamento cognitivo da compreensão em Matemática. In: MACHADO, S. D. A. (Org.). Aprendizagem em Matemática: registros de Representação Semiótica. 4. ed. Campinas: Papirus, 2008, p. 11-34.

KENDAL, M.; STACEY, K.. Teachers in transition: Moving towards CAS-supported classrooms. ZDM – The International Journal on Mathematics Education, v. 34, n. 5, p. 196– 203, 2002.

KENDAL, M.; STACEY, K.; PIERCE, R.. The influence of a computer algebra environment on teachers’ practice. In. GUIN, D.; RUTHVEN, K.; TROUCHE, L. (Eds.), The Didactical Challenge of Symbolic Calculators: turning an computational device into a mathematical instrument. Dordrecht: Kluwer, 2004, p. 83–112.

LAKATOS, I.. Proofs and Refutations: the logic of mathematical discovery, Cambridge: Cambridge University Press. 1976.

LIMA, E. L.. O Teorema de Euler sobre poliedros. Revista Matemática Universitária. Rio de Janeiro: SBM, n. 2, 1985.

MARIOTTI, M. A., Influence of technologies advances in students’ math learning. In. ENGLISH, L. D. (Ed.), Handbook of International Research in Mathematics Education. Mahwah, NJ: Lawrence Erlbaum, 2002, p. 757– 786.

MCKENZIE, J.. Head of the class: How teachers learn technology best. American School Board Journal, v. 188, n. 1, p. 20-23, 2001.

MICHEL, D.; JÉRÉMY, D.; SAMUEL, H.; CINDY, L.; ANGELO, M.. Relation d'Euler et les polyèdres sans "trou": Cellule de Géométrie - Catégorie pédagogique la HEH. Elaborada pelo Centre de Rechercher HAUTE ECOLE - Ecole Normale iSEP. Disponível em: . Acesso em: 29 jun. 2018.

PINO, A.. Ensinar-aprender em situação escolar: perspectiva histórico-cultural. Contrapontos, v. 4, n. 3, p. 439-459, 2009.

TROUCHE, L.. Managing the complexity of human/machine interactions in computerized learning environments: Guiding students’ command process through instrumental orchestrations. International Journal of Computers for mathematical learning, v. 9, n. 3, p. 281, 2004.

TROUCHE, L.; DRIJVERS, P.. Webbing and orchestration. Two interrelated views on digital tools in mathematics education. Teaching Mathematics and Its Applications: International Journal of the IMA, v. 33, n. 3, p. 193-209, 2014.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2019v21i5p230-245

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA